Desabafos Anônimos

***EXCEPCIONALMENTE ABRIMOS ESTE ESPAÇO PARA QUE VOCÊ ENCONTRE APOIO E FALE SOBRE A SUA EXPERIÊNCIA SOBRE O ISOLAMENTO SOCIAL CAUSADO PELO CORONAVÍRUS. ACREDITAMOS QUE ESSA SEJA UMA FERRAMENTA MUITO IMPORTANTE NESSE MOMENTO DE CRISE. CUIDE-SE E FIQUE EM CASA, MAS CUIDE DA SUA SAÚDE MENTAL TAMBÉM. ESTAMOS AQUI PARA ACOLHER E COMPARTILHAR HISTÓRIAS NESSE MOMENTO TÃO DELICADO. UM ABRAÇO SOLIDÁRIO.***

Aqui é seu porto seguro, onde sua voz será ouvida e, em seguida, compartilhada com outras mães. Os depoimentos serão publicados depois de serem cuidadosamente e carinhosamente lidos, uma imagem e um título serão atribuídos ao seu Desabafo.

Você receberá um e-mail da nossa Equipe confirmando o recebimento e nos colocando à disposição para ajudá-la e auxiliá-la, se você assim o desejar. 

O seu e-mail NÃO será divulgado.

Você pode escolher se quer se identificar ou se prefere o anonimato. As suas informações pessoais só serão publicadas se você ecolher se identificar, elas não são obrigatórias.

Obrigada pela colaboração e esperamos que este espaço ajude muitas mulheres mundo afora!

Desabafar pode fazer muito bem para quem escreve e para quem lê.
Estamos aqui para lhe escutar, para que saiba que existem pessoas aqui do outro lado que querem lhe ouvir e entendem que o que você tem a dizer, é MUITO importante!

Sobre DA



Nos certificamos de que o conteúdo não seja ofensivo ou preconceituoso e preservamos a identidade de profissionais e instituições. Todos os Desabafos serão publicados, porém, o tempo de espera varia conforme o volume de relatos que recebemos.

148 comentários Adicione o seu

  1. Cris disse:

    O meu caso não é algo tão grave, mas preciso desabafar, estou me sentindo muito envergonhada e arrependida. Eu e meu namorado somos da igreja, nossas famílias também, fomos ensinandos a nos guardar até o casamento. Ainda somos bem jovens, mas infelizmente não conseguimos resistir e acabamos fazendo o que não deveria, o PIOR de tudo é que hoje minha sogra nos pegou no flagra, foi um constrangimento enorme. Eu pedi desculpas e disse que isso não iria mais se repetir, ela disse que voltaria a confiar em nós e que não era preciso nos afastar, mesmo depois dessa conversa, eu continuo me sentindo muito mal, envergonhada, constrangida, sem conseguir olhar no rosto dela. Me ajudem, com conselhos para superar isso, por favor.

    Curtir

  2. Mirian disse:

    No dia do meu aniversário de 8 anos eu fui violentada pelo meu padrasto e isso passou a acontecer repentinamente . Hoje eu tenho 14 anos … O pior de tudo é q descobrir que a minha ” mãe” sempre soube de tudo e q é ela quem o permite. Eu não sei o pq de tudo isso. Eu tenho tido sonhos horríveis , eu durmo pensando em me matar , eu acordo pensando em me matar , eu faço e refaço a minha carta de morte , eu me corto ,eu penso todos os dias em colocar fogo na minha casa com toda a minha “familia” dentro e eu já não sei mais oque fazer pq eu nunca tive esses pensamentos antes.
    Bom , eu não me importo em mata -los e nem fazer issocontra mim mesma… Sei lá é uma coisa muito estranha…
    Desculpa ter falado isso aqui é que eu já não sei mais oque fazer… Eu não tenho mais forças

    Curtir

    1. marcy disse:

      olá, sinto muito por tudo isso que vc tem passado. olha, não tem ninguém da sua família que você possa ir morar. desculpe perguntar, mas e o seu pai biológico, você tem contato com ele? tente procurar alguém da sua família que seja próxima de você, e desabafe isso, peça para morar com essa pessoa e se possível não deixe isso passar em branco, denuncie o seu padrasto e a sua mãe já que ela sabe do que acontece. se quiser conversar sobre isso comenta aqui e eu te passo um email para falarmos. 🙂

      Curtir

      1. bia marques disse:

        VC TEM QUE PROCURAR AJUDA O MAS RAPIDO POSSIVEL!!1
        PROCURE ALGUEM QUE VC TENHA CONFIANÇA (ADULTO) E VÁ EM UM DELEGAÇIA . VC NÃO PODE VIVER ASSIM ISSO É ESTRUPO !!!
        VC TEM QUE IR A DELEGAÇIA !

        Curtir

    2. Giselle disse:

      Procure algum profissional na sua escola, eles irão saber o que fazer. Se abra não guarde isso para você, as vezes morar em um abrigo é melhor. Eles te dão todo apoio e ajuda psicológica que é o que você mais precisa nesse momento.

      Curtir

    3. Katarina disse:

      Olha, eu n sei como é passar por isso, mas sei que machuca, se matar nunca é uma opção, vai ficar tudo bem, as vezes as pessoas são escrotas, as pessoas machucam, e muitas vezes alguém vai passar pano, mas você tem que colocar na cabeça que não é sua culpa, que nada que aconteceu foi você que fez, você pode tentar ir na justiça, mesmo sem o apoio da sua mãe, você pode pedir a algum Parente, realmente dói ver que existem pessoas assim no mundo, mas vai passar

      Curtir

    4. Sofia disse:

      Eu pensei por abuso sexual com 5 anos e dos 12 até uma idade avançada.
      O meu conselho é para contar alguém. Não fique calada. Se a sua mãe não faz nada, encontre quem o faça.
      Em último caso procure algum tipo de autoridade.
      Precisa de se sentir protegida e merece essa proteção.
      Precisa de ter algum tipo de “justiça” e sem dúvida de ter tramento.
      Não deixe que essa situação lhe tire a sua vida. A sua vida é preciosa demais, não tem culpa do que esta a acontecer e merece ter uma vida longe dessa situação.

      Curtir

  3. Anônima disse:

    Sabe, eu tenho 15 anos… e tenho um quarto “meu”, mas na minha mente não é meu, pois minha mãe e minha tia enfiam pelo menos 3 garotos lá, e eu fico no chão e eles na cama, isso é horrível! Eu sei que parece egoísmo mas eu não aguento mais não poder ter um momento sozinha, o único momento sozinha que eu tenho é no banheiro e olha lá em, vivem abrindo a porta.

    Curtir

    1. Jih disse:

      Eu sei como é isso, passei minha vida toda dividindo “meu quarto” com outras pessoas e já cheguei a dividir meu quarto com 3 homens, sempre dormia no chão e sedia minha cama pra eles. Isso é questão de tempo, não se preocupe você terá seu espacinho só seu.
      Tenho 16 e vim conseguir o meu faz 1 mês.
      Seu que é horrível. Mas um dia você consegue seu espaço e liberdade

      Curtir

  4. Infeliz disse:

    Olá, tenho 31 anos 2 filhos e grávida
    Meu ex pai dos dois filhos fomos casados por 10 anos, sempre foi boêmio e viciado em jogos, por vezes tentou ser um bom marido e um bom pai, mas a vida dupla nunca deixava o ser… me separei por exaustão de não suportar mais viver com um homem estourado, que me agredia verbalmente diariamente e por nunca ser presente em nossas vidas. Conheci o pai do meu bb logo após me separar, pela carência me apaixonei perdidamente e ele tbm, na época ele estava em processo de separação e a ex dele não aceita até hj a ideia de nós dois ter ficado juntos, ela acha q eu sou a culpada pelo fim do casamento deles.. enfim. Meu relacionamento com o pai do meu bb foi intenso, lindo, uma coisa q nunca tive e nem ele. Mas o inferno q nossos ex faziam e fazem até hj não sabemos lidar e trouxe muita contenda entre nós. Acabei q me separei dele depois de 1 e meio. Logo ele engatou outro romance pra tentar me esquecer e eu resolvi seguir minha vida. Mas foi em vão, não conseguimos nos afastar mas as coisas já não eram como antes. Foram várias tentativas mas sempre terceiros eram influências pra q nós nos afastarmos. Em uma das últimas tentativas engravidei, mas brigamos e larguei ele sem saber q estava grávida, 1 mês depois tentamos de novo e fiz o teste. Ele não acredita 100% q a criança é dele e isso me chateia. Nisso tudo eu acabei perdendo minha casa de aluguel pq sempre q voltava pra casa do pai do meu bb eu mudava com minhas coisas e agora estou morando com amigos, meus outros filhos estão com o pai pq onde estou é impossível eles estarem comigo. Estou desempregada, o pai do meu bb diz gostar de mim e me ajuda como pode. O pai das minhas filhas inferniza minha vida em todo oportunidade q tem, até hj não supera o fato de eu ter seguido minha vida, vai para bares e fala mal de mim pra todos conhecidos, não tenho dinheiro pra alugar um lugar só pra mim, estou sem meus filhos e grávida de outro q tem dúvidas. Todos os dias eu penso em me matar de alguma forma mas penso nessa criança dentro de mim e desisto. Com minha vida do jeito q tá prefiro não existir, minha mãe poderia cuidar dos meus filhos e eles seriam mais felizes do q viver comigo sem estabilidade sem rumo. Não moro no Brasil e sou sozinha aqui, me afastei de todos conhecidos por terem contato com meu ex. Não vejo saída pra minha vida nesse momento a não ser a morte.

    Curtir

  5. saturno. disse:

    eu estou a uns 30 minutos tentando formular uma resposta para o teu desabafo, porque, céus, eu passo pela mesma coisa que tu. sei como é essa vontade de contar para tudo mundo quem eu sou, surtar e estar cansado de ouvir coisas assim. é, é realmente algo complicado. e tem o medo de contar para os meus pais também, sei que tem grandes chances deles me apoiarem, mas aquele certo medo nunca passa.

    talvez tu nem esteja mais nesse site, mas, se tu ler essa minha resposta e quiser conversar, desabafar ou simplesmente se distrair, pode me chamar no meu email (@saturndust666@gmail.com)

    espero, de coração, que tu fique bem e consiga combater todos esses seus parentes babacas.

    Curtir

  6. Alguém disse:

    Estou muito triste, estou a 6 anos no total com meu esposo sendo 3 de casamento porém a família dele mantém contato com a ex e com os filhos da ex( detalhe não são do meu esposo) .
    Ela abandonou os filhos e sou eu quem crio juntamente com meu esposo faço o que posso trato como se fossem meus , tenho um bebê com ele de 11 meses a família dele mau se importou com meu filho a irmã dele foi ver meu bb ele já tinha 8 meses, chego lá e tenho que enfrentar os filhos da ex que nem são do meu esposo a me piraçar.
    Ela abandonou os filhos des do começo do nosso namoro eu o conheci ja estavam separados a um ano e nunca colocam fim, me sinto uma entrusa, mesmo fazendo o certo sou tratada feito um lixo, então decidi me afastar chega de estar onde não me cabe !

    Curtir

    1. Shirley Alvarenga disse:

      Nossa parece que vi a minha vida escrita agora

      Curtir

  7. ... disse:

    Desabafo Anônimo: Bem… tenho 13 anos e sou gay, muitos podem pensar que é muito novo pra pensar nisso mas eu tive essa certeza desde pequeno, o único problema é como contar isso o problema não é os meus pais e sim minha família, eles sempre deixaram muito claro o preconceito om pessoas diferentes delas dizendo coisas como: “Eu não entendo a parada gay é só um bando de pessoas com problemas mentais” e quando ouvi isso eu quase que dou um surto no meio da sala,mas me conti e fiquei calmo eu realmente não aguento mais todas as noites espero o dia em que vou poder gritar para todos e dizer sou gay e não tenho vergonha.
    Somente meus amigos sabem que sou gay, mas hoje tomei coragem e deixarei esse desabafo anônimo.

    Curtido por 2 pessoas

    1. pollyana disse:

      eu gosto de uma menina, sou definitivamente apaixonada nela, e eu só tenho apenas 12 anos, e sou uma menina.
      As vezes eu tenho uma grande vontade de contar para meus pais, porém quero esperar o tempo q for necessário, não quero q eles se espantem, quando eu me sentir confortável com o tempo, eu vou decidir contar.

      Eu gostei bastante de sua história

      Curtir

    2. Haru disse:

      Oh meu anjo,tenho uma história parecida,sou bi e tenho 13 anos e tenho medo de contar para minha familia pois eles não gostam disso,meus amigos(as) sabem que sou bi e não contaram para minha familia justamente por causa da reação deles, eles acham que menina n pode namorar menina,que homossexualidade é um demônio etc …
      Eu não entendo o preconceito das pessoas com homossexualidade é lgbtq+;~;
      E meu anjo ser gay não é uma vergonha mesmo,não tenha medo de dizer quem você é ! ,sua família tem que te respeitar pelo menos .
      🙂 que vc seja muito feliz ~~

      Curtir

  8. yukkikayama disse:

    Gostei da iniciativa, é uma boa para quem sofre de depressão, ansiedade e quem tem baixa auto-estima.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s