Eu só quero retomar as rédeas

Anônimo, 29 anos. Desabafo Anônimo: Descobri que estava grávida logo após dar um tempo na relação. Sempre quis engravidar e os caminhos profissionais que a vida me encaminhou me trouxeram o sonho mais para a realidade. Lançando seus desafios e não-romantizações. Isto, porém, não impediu o desejo. Começamos a namorar em Janeiro. Ele, já pai,…

Eu não sabia como reagir

Anônima. Idade: 20 Desabafo Anônimo: Lembro uma vez que estava no ônibus , acho que eu tinha uns 15 anos estava sozinha voltando pra casa , o ônibus estava cheio e tinha muitas pessoas em pé . Tinha um cara que não parava de me olhar de repente ele foi pra onde eu estava parada…

Violência obstétrica e a cultura do estupro

Podemos pensar em uma proximidade entre violência obstétrica e a cultura do estupro, visto que inúmeras mulheres que sofreram violência obstétrica sentem-se violadas, envergonhadas e culpadas, sentimento muito comum também entre as mulheres que foram vítimas de abuso sexual. A violência obstétrica se aproxima muito do sentimento de corpo violado, principalmente em sua vagina, o…

Eu só queria ser amada

G., 1 filha de 2 anos, secretária, 27 anos. Desabafo Anônimo: Meu casamento faliu Eu casei pra ser pra sempre, queria ficar velhinha junto sabe? Por 5 anos tivemos um casamento agradável, tirando episódios semestrais de bebedeira da parte dele, que ficava bêbado e ofendia, quebrava coisas e NUNCA, NUNCA PEDIA DESCULPAS, fora esses episódios…

Quem eu tenho por mim?

Anônima Idade: 24 Desabafo Anônimo: Relacionamentos abusivos não tem só a ver com estar casada com caras agressivos, grosseiros e violentos. Eu sou casada há uns 10 anos e digo com firmeza que meu marido é um homem bom, educado, gentil e nunca deferiu nenhum tipo de agressão contra mim. Estamos na Itália há 2…

Sirvo apenas como passa tempo e finjo não ver

Sayuri Idade: 32 Desabafo Anônimo: Bem nem sei como começar Queria muito um conselho ,muito aprender a me dar valor como pessoa,  sei que tenho tudo: saúde um bom emprego .. Mas em questões do coração sempre me magoo dou tudo de mim pra receber migalhas assim se falando corretamente .. Queria de uma vez…

Preciso ser mulher

37 anos. Desabafo Anônimo: Minha filha fez 4 no ano passado. Quando ela nasceu, minha vida virou de cabeça para baixo. Eu estava morando em São Paulo, carreira indo bem e crescendo em ritmo acelerado. Feliz em muitos aspectos. Mas eu sinceramente me perguntava se devia ter um filho com meu companheiro. Meu relacionamento não…

Ele não faz muita questão do que eu estou sentindo

Helen, sem filhos, 34 anos Desabafo Anônimo: Namoro há menos de 1 ano e sempre fui uma pessoa legal. Do nada ele falou que eu era boa demais, e realmente eu estava sendo, porque ele tem uma filha, então tentava facilitar a vida dele, mas isso me deixou tão magoada! Porque não fazia isso por…

Ninguém mais vai ferir minha dignidade.

Andrea, 45 anos, 2 filhos, desempregada. Olha, estou com 45 anos. Desempregada. Separada há mais de 10 anos. Sofri muito no meu casamento com um homem machista e abusivo que me fazia sentir menor que uma formiga. Abuso psicológico e FÍSICO. Ele cuspia na minha cara em toda discussão. Me acusava de ser PÉSSIMA mãe….

Fiz o que não queria

C., estudante Idade: 30 Desabafo Anônimo: Relato – violência velada Quero compartilhar com vocês o que, aparentemente, não foi uma violência ou o que deixaria algumas mulheres vaidosas (será real?), mas a mim me causou muito constrangimento, intimidação e raiva. Eu estava fazendo uma trilha com um grupo de pessoas na cidade onde eu moro….

Um trabalho com real significado

Por Patricia Razza – 08 maio 2017 Quando fui convidada a escrever sobre o significado deste trabalho para a minha vida, fiquei imersa em vários pontos sem saber muito por onde começar. Afinal, como traduzir o meu encantamento sobre uma proposta que, casualmente, conheci na leitura de uma revista? Ao entrar em contato com a…

Acolhimento livre de julgamento

Por Roberta Fabron Ramos Mandelli – 07 maio de 2017 Entrei para a Temos que falar sobre isso há menos de 1 ano, motivada pela vontade de ajudar a espalhar a ideia da ONG, que é uma das coisas mais lindas que já vi. Quando eu conheci a ONG, eu buscava relatos que me fizessem…