Fui de estudante, viajante poliglota a mãe solteira

Laura 1 filho, educadora Idade: 34 Desabafo Anônimo: Engravidei aos 32 durante uma bolsa de estudos de arte na Indonésia, de um ficante brasileiro de 24 anos. As cobranças da família para ser mãe e parar de viajar acabaram, mas o inferno começou. Voltei ao Brasil desempregada e ele também. Totalmente dependente da minha família,…

O estrago que fez na minha vida

Andrieli, 1 filha, desempregada Idade: 31 Desabafo Anônimo: Engravidei de forma não planejada, namorando, com um emprego que me dava um salário razoável mas acabava com meu emocional. Nunca havia passado pela minha cabeça a possibilidade de ser mãe. Logo entrei em depressão, pois me via vinculada a um emprego que gostaria muito de deixar…

Me respeite

Idade: 31 Desabafo Anônimo: Sempre tive um bom relacionamento com minha sogra,mas desde que meu filho nasceu , isso mudou radicalmente. Sempre tive a sensação de que ela não queria ser avó e sim mãe do meu filho. Me sentia sufocada! Quando estávamos na casa dela,  ou ela na nossa, o que era SEMPRE, sempre…

Estou nessa luta sozinha

Desabafo Anônimo: Tenho 38 anos, sou casada e tenho 2 filhos meninos, o mais velho de outro relacionamento. Nossa vida nunca foi muito boa, mas de uns anos pra cá tem se tonado um verdadeiro inferno.  Meu marido é 9 anos mais velho que eu e quando fazia 1 ano que estávamos juntos engravidei do…

Desculpe o transtorno, Excelência

Luise Bravo, advogada voluntária do Temos que falar sobre isso Desabafo Anônimo: Ontem, advogando em causa própria, fui fazer uma audiência. Como a Maria ainda mama muito no peito, levei-a comigo – inicialmente o Marcio iria junto, mas acabou não dando tempo dele chegar. Maria, como sempre, muito sorridente, simpática e brincando com todos. Chegou…

Falam muito sobre apoio às mães, mas apenas respeito me bastaria

Desabafo Anônimo: Acabei de ler um texto em que dizia que a maternidade tem que ser leve, “deixe a bagunça pra lá e busque a paz.” Queria não ficar chateada ao ler isso, por ver que não consigo aplicar. Tenho duas filhas, gêmeas, de dois meses e meio, as coisas entre nós estão melhorando, não…

Apenas respeito me bastaria

Desabafo Anônimo: Acabei de ler um texto em que dizia que a maternidade tem que ser leve, “deixe a bagunça pra lá e busque a paz.” Queria não ficar chateada ao ler isso por ver que não consigo aplicar. Tenho duas filhas, gêmeas, de dois meses e meio, as coisas entre nós estão melhorando, não…