Aquele “carinho” que ele me dava não era normal.

Anônima. Idade: 33 Desabafo Anônimo: Depois de adulta me recordei de muitos acontecimentos da minha infância. Quanto mais me recordava mais raiva e nojo eu sentia. Primeira recordação: eu tinha uns 3 aninhos quando em uma dessas festas em família, casa cheia de tios e primos, tudo parecia normal até que um primo meu que…

Os terríveis ou maravilhosos dois anos?

Por: Crescer sem violência: https://crescersemviolencia.wordpress.com/2014/03/31/terrible-twos-os-terriveis-ou-os-maravilhosos-2-anos/  Taicy Ávila – psicopedagoga Nas proximidades do aniversário de 2 ou 3 anos (algumas vezes um pouco antes, outras vezes muito depois dele), alguns pais vêem-se às voltas com novos desafios no desenvolvimento e criação dos seus filhos. Aquele bebê fofo, dócil e curioso, parece ter sido abduzido por ET’s…

Todo o trauma de dar à luz me fez parar em um só filho.

https://www.theguardian.com/lifeandstyle/2017/mar/25/the-everyday-trauma-of-childbirth-made-me-stop-at-one-child *Tradução livre Polly Clark acredita que, para muitas mulheres, o choque do parto e suas conseqüências é semelhante à experiência de guerra, deixando-as à deriva e ausentes de maneira profunda – mas ninguém percebe. “Uma vez, na obstetra, eu vi um vislumbre de meus registros médicos que se deslocaram do carrinho para a mesa…

O vazio me inunda. A vida não me dá prazer.

Anônima, sem filhos, estudante. 23 anos. Desabafo Anônimo: Tenho 23 anos, um namorado incrível, sou bolsista integral na faculdade, tenho uma família compreensiva, e mesmo assim me sinto vazia. Dos 5 aos 7 anos fui abusada por pessoas diferentes e de confiança da família. Me diziam que iriam me matar se eu contasse o que aconteceu…

Comecei a perceber como minha sogra é tóxica…

Raíssa Idade: 23 Desabafo Anônimo: Bom, namoro há cinco anos e já tem três que estamos montando uma casa. Já tivemos muitas brigas e sempre fizemos as pazes. O relacionamento está ótimo, a casa faltando os últimos retoques pra gente começar a pensar como vai fazer o casamento. Mas faz poucos meses que comecei a…

Eu desisti de mim, não quero mais tentar

Beatriz Idade: 15 anos Desabafo Anônimo: Então, apesar de muito nova já passei por muitas coisas, tudo bem que nada comparado a fome, estupro, mas na minha cabeça. Sempre fui a menina que recebia elogios, pela beleza e boa educação, mas com o tempo eu fui me perdendo e já não sei mais o que…

Estou numa gangorra de sentimentos

M., 1 filho, arquiteta Idade: 35 Desabafo Anônimo: Sou suicida e engravidei porque os antidepressivos inibiam o efeito do anticoncepcional (e o médico “esqueceu” de avisar). Parei de tomar os remédios por causa do bebê (causam má-formação), e hoje estou numa gangorra de sentimentos… O cansaço por cuidar de um bebê que não dorme à…

Um dia que deveria ser perfeito e foi traumático

Raquel, 1 filha, jornalista, 35 anos. Desabafo Anônimo: Engravidei oitos meses depois de casada. Não foi uma gravidez planejada, mas desejada. Eu havia acabado de começar em um novo emprego, descobri a gravidez 1 semana depois. No início foi meio conturbado, mas depois as coisas foram se ajeitando. Fiz o pré natal e decidi fazer o parto com…

Se eu pudesse arrancaria minha cabeça e colocaria outra

Anônima, nenhum filho, estudante Idade: 23 Desabafo Anônimo: Uma coisa que me incomoda muito é a minha aparência. Não sou bonita. Diferente da minha irmã, não sou o tipo de mulher que atrai os homens. Eu sou loira, alta, tenho corpo (mais ou menos, tenho bunda), mas meu rosto não é bonito e sofro demais…

Estou em desespero.

Anonima, 2 filhos, 1 enteado Idade: 38 Desabafo Anônimo: Olá! Sou casada, tenho um filho de 4 anos, e acabei de dar a luz a uma menina, que não tinha planejado muito bem (embora fosse um sonho ter 2 filhos se as condições da nossa vida fossem mais estáveis). Engravidei por um misto de descuido…

Ele me pegou pelo pescoço, me enforcando

Anônima 2 filhos Marketing Digital Idade: 26 Desabafo Anônimo: Quero tirar a maior dor da minha vida que é meu coração e minha cabeça nesse momento. Sou mãe de dois filhos, na gravidez do meu segundo filho eu tive depressão porque tinha medo de ser abandonada de novo, e parecia que meu pesadelo só estava…