Eu odeio ser mãe.

Anônima idade: 25 anos Eu odeio ser mãe. Não tenho paciência pros meus filhos. Não tenho vontade de fazer nada. Eu não consigo ter prazer em cuidar deles. As vezes eu só queria morrer logo e acabar com isso.

Eu me dei conta que eu não precisava estar naquela relação.

Anonima, idade: 35 anos Há mais de 10 anos, assim como tantas outrasmulheres, também vivi um relacionamento abusivo. Eu, particularmente,não demorei muito pra me livrar dele (da primeira vez). Em 6 meses denamoro, reconheci que não existia possibilidade alguma do sujeito e euseguirmos adiante de forma saudável, então terminei. Porém, logodepois me descobri grávida. Na…

Meu marido simplesmente não assume a parte dele.

Nome: Heloisa Tenho um bebê de 3 meses, minha cunhada se enfiou na minha casa a pretexto de me ajudar e meu marido achou ótimo porque ela assumiu as responsabilidades dele. Com muito custo consegui fazer com que ela parasse pelo menos de dormir aqui. Meu marido simplesmente não assume a parte dele, sua ajuda,…

Estou morrendo aos poucos, ele está me matando.

Carol, Estudante Idade: 23 anos Hoje fui agredida novamente por meu companheiro. Começamos uma briga pelo fato que ele tinha ido jogar bola e depois teria ido no bar, estou de tpm e por isso estou bastante nervosa, irritada e com fome pois aqui em casa não tem nada para comer. Fui tirar satisfações chorando,…

Não quero frequentar a casa dele porque tenho muitas lembranças ruins.

Boa, servido pública, 2 filhos idade: 39 anos Oi pessoal, vim aqui desabafar. Há 7 anos sou separadado pai das minhas filhas. Casei com 16 anos fui mãe aos vinte e depoisaos 24. Sempre vivi um relacionamento abusivo, eu moria de ciúmesdele, separamos e passei por dois relacionamentos, o primeiro durou 3 anose o segundo…

Marcas superficiais, nenhuma. Mas na alma, bastante.

Anônima, astrônoma idade: 25 anos Quando eu era criança, meus pais moravam juntos e a maior parte do dia eu passava com meu pai. Ninguém suspeitava de nada, até que um dia minha irmã chegou e me viu com duas marcas de mão em meus ombros. Minha mãe deu uma chance para ele, mas depois…

Vivenciei incontáveis formas de violência que hoje me colocam onde estou.

Gabriela Idade: 33 anos Eu sou mulher, e por ser mulher vivenciei incontáveis formas de violência que hoje me colocam onde estou. Cresci em uma família extremamente machista, um lar disfuncional com mãe narcisista. Minhas lembranças de infância remetem a discussões, agressões, medo, ameaças, e um constante sentimento de não pertencimento. Desde muito nova desempenhei…

Queria que tudo fosse apenas um pesadelo, mas, infelizmente, não era!

Daniele, Professora Idade: 32 anos Olá! Venho aqui compartilhar com vocês minha tristeperda, sem dúvida o pior dia da minha vida.Aos 32 anos de idade fiquei grávida, minha primeira gravidez, porémmeu maior sonho..A poucos meses meu namorado e eu decidimos morarmos juntos, logo em seguida a melhor notícia da minha vida, GRÁVIDA!!!!Foi uma grande emoção,…

O que te fazia bem já não é mais o suficiente e passa a te sufocar.

Nome: Tah Idade: 25 anos Andei pensando e pensando. E faz tanto tempo que nãoescrevo, que em tempos antigos, eu usava as lágrimas como tinta. Tintade esperança e angústia. O tempo passou e as batalhas são outras. Adura batalha de se conectar. Ahh como é difícil. Compreender-se ecompreender ao próximo. Tudo em seu devido tempo….

Eu não quero resolver nada dentro de mim. Solucionar significa maquiar.

Anônima, 1 filha, sem profissão Idade: 22 anos Eu não quero resolver nada dentro de mim. Eu penso elogo surgem soluções, mas eu não as quero. Solucionar significamaquiar. Maquiar todos os meus problemas e fingir que eu os resolvi, queestá tudo bem, que eu não sou mais aquela louca de antes, que agora eusou qualificada…

Não posso contar com ninguém, pois não quero ser julgada.

Vanessa, 1 filho, Analista de RH Idade: 30 anos Moro com meus pais, conheci o pai do meu filho quando aindaestava em outro relacionamento de 8 anos, com um cara extremamenteabusivo, explosivo e egoísta. Eu não podia espirrar sem ele saber. Ecomo estava esgotada deste relacionamento me encantei pelo pai do meufilho. Simples mensagens de…

Eu não quis ser mãe e até hoje não quero, mas aconteceu.

Deborah, 2 filhos, estudante Idade: 30 anos Olá. Estou aqui sentada depois de um surto. Vocêsnão sabem como esse canal de desabafo veio a calhar. Obrigada por isso.Enfim, em 2 anos tive dois filhos. Eu não quis ser mãe e até hojenão quero. Mas aconteceu, anticoncepcionais falham. Falharam duas vezescomigo. Na segunda vez, desenvolvi depressão…