Estou cansada de ser livre mas prisioneira do meu fracasso.

Anônima

Idade: 31 anos

Todos os dias é uma luta… e esta ansiedade que me mata aos poucos,
que me tortura e destrói…ja nao sei o que fazer…bem, na verdade
sei, mas os meus pensamentos e a minha condição não me permitem
fazer, OU SERÁ QUE JÁ FIZ? Procurei ajuda, estou a tomar coisas para a
depressão, para a ansiedade, para não ter ataques de pânico…Fui ao
psicólogo contei tudo o que me corroi, corroeu e destruiu aos poucos .

E agora que considero que estou na melhor fase da minha vida, não me
consigo controlar.
Como começa?
Olhar para todos os lados, encolher os ombros, suspiro, respiro fundo
entre ais e e expirar duplas…sensação de bola na garganta (quero
fugir), respiro fundo para conter. Dói a cabeça..não ! Não é uma
dor, é como se a estivessem a esmagar de uma fonte a outra, sinto calor
dentro da cabeça. Já não dá mais, expiro sem inspirar, fica confuso,
as lágrimas começam a cair e não consigo deixar de hiperventilar .
Sinto uma pressão nas costas, na zona da boca do estômago, um peso…
não vejo nada…
Peço ajuda. Mas a ajuda não vem, eu procuro mas não chega, eu sei que
um dia vai chegar , mas até lá vivo confinada a esta tortura.
Tortura sofrida que não mostra cicatrizes..
Tortura que não se vê na aparência… mas a ferida mantém-se aberta.
E o pior é lidar com a frustração, de ser capacitada para fazer
tarefas, que até as faço bem, elogiam e eu sei que os elogios são de
verdade, mas não consigo manter-me ativa.

Inútil! É o que sou , não o meu corpo, não as minhas mãos, não o
meu consciente mas o contrário dele .

Estou cansada de ser livre mas prisioneira do meu fracasso.

Por . Alguém que não sabe escrever

1 comentário Adicione o seu

  1. Eu disse:

    Sei q deveria te colocar pra cima … Mas a verdade e q quando li o q vc escreveu desejei q estivesse aqui pra te dar um abraço. Abraço esse q tbm estou precisando.
    Pois na realidade minha vida não e diferente da tua …. Uma mistura de sentimentos, uma vontade desesperadora de sumir ou sair gritando q já não aguento mais.
    Tenho 32 anos, uma filha linda e um ótimo emprego. Falando assim até parece q tenho uma vida perfeita; mas não.
    Meu esposo faleceu a dois anos e depois disso voltei a morar com meus pais. Minha mãe que falava tanto pra eu voltar pois sou filha única parece mais uma estranha. Me crítica em tudo q faço, se me ajuda em alguma coisa fala q sou empregada dela e que deveria tomar vergonha na cara e sair de perto dela. Mas aí vem a pergunta, o q vc fez pela agir assim? … Pois é, o que eu fiz? Nasci ! Se questiono algo pra ela. .. só ouço q estou com ciúmes ou inveja dela. Como assim? Não aguento mais … Sei q e culpa minha afinal tenho minha casa, minha vida. Porq não volto pra lá. A resposta é simples, preciso d pessoas comigo a solidão tá me matando.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s