Vivenciei incontáveis formas de violência que hoje me colocam onde estou.

Gabriela

Idade: 33 anos

Eu sou mulher, e por ser mulher vivenciei incontáveis formas de violência que hoje me colocam onde estou. Cresci em uma família extremamente machista, um lar disfuncional com mãe narcisista. Minhas lembranças de infância remetem a discussões, agressões, medo, ameaças, e um constante sentimento de não pertencimento. Desde muito nova desempenhei o papel de empregada dos meus pais e irmãos. Sonhava em conquistar minha independência e viver longe desse ambiente tóxico. Pelo fato de me ver como um ser autônomo, sem laços afetivos com meus pais me coloquei e vivenciei situações de mais abusos machistas. Aos 15 um amigo do meu pai tocou meus seios e eu com medo jamais pude contar. Aos 22 tentando agradar e ser aceita me meti num rápido e traumático relacionamento que envolveu até perseguição. Aos 23 me apaixonei e pelo fato da cor da pele não agradar a família, fui agredida fisicamente e decidi sair de casa. Me
casei, fui feliz, tive uma filha. Dois anos depois me separei, meu
então marido praticava gaslighting (abuso psicológico onde informações são distorcidas ou omitidas para favorecer o agressor) e foi um fim rodeado de abusos psicológicos.
Hoje estou sozinha com minha filha, em um outro relacionamento também
abusivo. Não consigo me libertar. Não tenho condições de buscar
ajuda, sinto coisas horríveis.

1 comentário Adicione o seu

  1. Thais disse:

    Só quem já passou por essa situação sabe o quanto é difícil. Eu te entendo perfeitamente, eu fiquei 2 anos num relacionamento recheado de ciúmes e traição, após o termino teve incansáveis perseguições e ameaças…
    Mais eu superei, sabe?
    É esse conselho que eu te dou. Não importa quantas vezes ele disse que vai mudar, ele não vai! Refaça sua vida, viva só do que mal acompanhada. Seja a mulher que a sua filha possa se espelhar…
    Gabriela, as coisas boas da vida acontece quando menos espera, basta não parar de tentar.
    Mesmo não te conhecendo, eu sei que você é uma pessoa corajosa, pelo fato de ter essa iniciativa de sair de casa, de vir no site e buscar ajuda, você ja deu um grande passo para a mudança na sua vida!
    Você deve ser feliz e tornar isso possível com pensamentos positivos, nunca perdendo o entusiasmo pela vida, e principalmente, tendo a certeza que Deus esta cuidando de você, seja qual for a sua religião, reze para que Deus possa cortar essa “maldição” de homens abusivos da sua vida.
    Não se esqueça de buscar em cada minuto de seus dias motivos de alegria e esperança, uma vida melhor pra você e a sua filha. Enfim, é isso.
    Te desejo um dia maravilhoso Gabriela.
    E também um relacionamento que você possa se sentir feliz e amada, afinal, você merece!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s