Queria curtir minha maternidade

em

Anonima

Idade: 20

Desabafo Anônimo: Eu vivia uma vida tranquila estudava, fazia curso. Conheci muitos meninos mas nenhum eu queria levar a sério. Mas quando conheci o pai da minha filha foi tudo diferente e rápido, com 4 meses de namoro engravidei. Não foi uma gravidez planejada apesar da gente pensar em ter um filho um dia, enfim engravidei. Minha gravidez foi muito agitada, nos primeiros meses vomitava muito, nem água parava. Logo depois entrei em conflito com a família do meu esposo: eles não aceitavam a gente junto , os pais deles são separados, a mãe dele só queria dinheiro dele, ambos os lados pai e mãe nenhum dava atenção para ele , era mais interesse do que amor que eles tinham por ele. Vivi uma crise  de nervos durante a gravidez e os primeiros sintomas foram aparecer no final dos 3 meses de gestação, depois que a minha filha nasceu. No meu resguardo eu nunca tinha visto a mãe dele, ela apareceu e acabou comigo. Ele não estava, tinha ido trabalhar. Depois disso eu fiquei bem pior e os pensamentos tornaram-se  frequentes. Tive síndrome do pânico, não podia ver mulher na rua, até mesmo minha mãe eu não queria ver. Descobri que era depressão pós parto tomei remédio por 5 meses porque começou a  me dar alergia e meu psiquiatra faleceu e não encontrei nenhum remédio para tratar o meu caso, todos me davam reações fortíssimas. O bom é que eu comecei a sair normalmente e conversa com mulheres , mas hoje minha filha tem 1 ano e 6 meses e eu ainda não consigo ficar sozinha com ela tenho pensamentos abusivos ( qualquer coisas pra mim é malícia ) foi constado que seria TOC o meu caso e eu não aguento mais, apenas queria curtir minha maternidade ser uma mãe normal , meu esposo é uma benção preferiu a gente e abriu de mão da família dele pois como relatei nunca deram devida atenção para ele , ele é um ótimo pai e eu me sinto mal de não ser tudo o que eles merecem !

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Espero que encontre um tratamento e que tudo dê certo pra vc e sua família.

    Curtir

  2. adriana disse:

    amiga,faça o tratamento certinho e verá que vai dar tudo certo! tenho sindrome do panico tbm, mas graças ao tratamento, estou bem melhor, levando uma vida quase normal…se for preciso, troque de psiquiatra, se está vendo que os remedios não estão fazendo efeito, peça para trocar a medicação até acertar alguma, mas se cuide, se trate! e fique tranquila pois seu esposo mostrou que te ama de verdade e a apoiará sempre!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s