Quando chora as piores coisas me passam pela cabeça!

Anônima, um filho, dona de casa, 26 anos

Desabafo Anônimo: Bom, eu tenho 26 anos e aos 25 eu e meu namorado decidimos ter um filho. Engravidei rápido, falhou um mês e no outro veio. Beleza, todos muito felizes, a gravidez tranquila até os 7 meses. Internei e não pude mais trabalhar. Meu filho nasceu um mês depois, prematuro. Ficou na UTI 16 dias e depois saiu, saudável.
Porém logo após vieram as cólicas e choros, depois disso só choro e choro. As cólicas passaram, mas o choro continua. Eu não aguento mais ouvir ele chorar e quando chora as piores coisas me passam pela cabeça! Matar, jogar na piscina, jogar no chão, asfixia e depois eu fico me sentindo um lixo porque eu jamais faria isso com ele. Nunca. Mas na minha cabeça quando ele chora meu stress vai a pico. Fico fervendo. Meu marido tenta me acalmar e fazer alguma brincadeira pra descontrair, mas não adianta. Fico com raiva, vontade de sumir, morrer, gritar e bater em tudo. Quebrar tudo.
Quando vou fazer ele dormir é um martírio. Choro, grito, desespero, se contorce como se eu tivesse matando. Eu tento acalmá-lo, mas EU não me acalmo. Quando esses momentos de sono chegam eu quero morrer ou matar. Choro todos os dias, mais de uma vez por dia. Tenho medo que isso afete meu relacionamento, não sei o que fazer!

3 comentários Adicione o seu

  1. Ceci disse:

    outra coisa que pode estar acontecendo, seu filho pode estar com confusao de bicos. procure no google. voce vai achar uka solucao, apenas busque ajuda.

    Curtir

  2. Ceci disse:

    querida procure no facebook o GRUPO VIRTUAL DE AMAMENTAÇAO e conte a historia do seu bebe. talvez ele tenha APLV.
    beijos

    Curtir

  3. disse:

    Bom dia, em primeiro lugar procura ajuda psicológica, tu está sob stress e arrisco dizer que em depressão/estado de ansiedade também e não precisa enfrentar isso sozinha. Teu filho está tendo acompanhamento pediátrico frequente? Existem medicamentos para cólicas – se for esse problema – afinal bebês pequenos choram por tudo, fome, frio, sede, calor, fralda suja, atenção, carência, tédio – e pelo que entendi, esse teu nervosismo está passando diretamente pro bebê, motivo pelo qual ele está tão nervoso também. Vocês precisam encontrar um ponto de equilíbrio, que teu marido pegue o bebê e o acalme quando tu estiver muito irritada, porém tu precisa de apoio psicológico para entender esses pensamentos e trabalhar eles. Existe um APP que se chama barulho do útero, aqui em casa funciona muito bem. Claro, somente depois que as necessidades do bebê forem atendidas. Procura ajuda, tu vai superar isso, eu tenho certeza! Um abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s