Vontade de mandá-lo engolir o dinheiro!

em

Lília, 1 filha maravilhosa, professora, 33 anos

Desabafo Anônimo: Conheço meu marido desde os 16. Ele sempre tentou se envolver comigo, eu sempre o mantive como amigo. Há três anos, depois de todas as voltas que o mundo dá, ele me procurou. Eu pensei ‘por que não?!’. Com muito pouco tempo de namoro, engravidei. Ele sempre foi ótimo, maravilhoso, queria me pedir em namoro aos pais, insistiu em casarmos por conta da gravidez, dizendo não ser este o motivo do pedido. Ele, funcionário público na capital, eu funcionária pública no município. Não consegui emprego na capital, não fui embora, ambos tínhamos muitas dívidas. Com muitas traições e coisas ruins que sucederam nesses três anos, ele, ontem, me pediu pra terminarmos definitivamente. Estamos ensaiando esse término há um ano. Na hora da conversa por telefone, aliás, me disse que posso ficar com o plano de saúde se quiser, e que ele não tem dinheiro pra desfazer nosso contrato de casamento. Ele nunca me deu um real, sempre eu ajudava, dava dinheiro vivo, mas ele me “deixava” usar um cartão refeição, atualmente no valor de R$ 130,00 e deixava descontar do salário a cota do plano de saúde referente a mim e a nossa filha. Quando comprava roupa, leite ou fralda, sempre me cobrava metade! Fez requisição no trabalho por um auxílio escola, do qual minha filha nunca fez uso, sempre esteve em creche pública, e ele nunca contribuiu nem com o envelope de apm, o benefício é de R$ 400,00. Ontem, ao terminar, ele disse que pode, de repente, até me dar uma ajuda por mês, já que ele já dá R$ 130,00 todo mês e ainda paga plano de saúde!!! Estou morta por dentro, não faz questão de mim nem da filha. Não fala com ela, não procura saber. Todas as vezes que pedi ajuda liguei pedindo auxílio pra comprar um remédio, nunca tinha ou podia! E eu estou com ódio de mim porque ainda tenho bons sentimentos por esse homem. Como alguém pode ignorar a melhor coisa que poderia ter acontecido em sua vida? Como alguém vira a página do livro e continua lendo a história? Estou confusa a respeito dos meus sentimentos e desesperada, com medo de que essa tristeza estranha seja sentida pela nossa filha. Ao mesmo tempo, sinto uma vontade de mandá-lo engolir o dinheiro e não aceitar ou pedir nada dele, nem um único centavo! Quero sentir ódio, ao mesmo tempo, quero seguir em frente, quero tê-lo comigo pra sempre. Tenho medo dele ter outra pessoa e ser feliz antes de mim! Estou confusa, até mesmo pra falar e escrever as ideias conflituosas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s