A minha gravidez inteira eu só ouvi coisas feias.

em

Samara
1 filho
Contabilista
28 anos

desabafo anônimo: E não toque mais no nome dela comigo. No dia seguinte, bem cedo ele já não estava mais na minha casa e, quando me levantei, meus pais me esperavam sentados no sofá. Quando os olhei, eu desabei em prantos. Eu tinha 24 anos na época, e meu pai disse: filha, nós ouvimos tudo! Mas o que você me diz? Eu disse em prantos: pai, mãe, eu não sei mais o que fazer, eu disse pra ele que se ele a ama, então, que fique com ela e me deixe. Vai doer por enquanto, mas um dia vai passar. E é isso que eu penso, mas eu estou grávida, e ele não me deu nem tempo de dizer isso. E naquele dia era um domingo, eu preparei na parte da manhã a roupa que iria para a igreja de noite, e, por volta das 11 horas, ele começou a me ligar incessavelmente, e eu não o atendi. Até que ele ligou para o meu pai, que, por sua vez, lhe disse muitas verdades e pediu distância. E então, na parte da tarde, ele ligou para minha mãe, disse que estava no portão e precisava muito falar comigo. Eu disse que não, só que daí foi chegando a hora de eu ir para a igreja e acabei conversando com ele. Ele me pediu desculpas, eu disse que tudo bem, mas que isso não significava que ficaríamos junto. E então ele me implorou pra que eu desse uma segunda chance, que ele me ama, que a mulher da sua vida sempre fui eu, etc. Como uma boba apaixonada eu aceitei e logo disse da suspeita de gravidez, e compramos o teste Quando ele viu que deu positivo, ficou totalmente sem graça, não sabia como reagir, não me abraçou. Enfim, nos casamos. Temos 5 anos de casamento e 11 de conhecimento. Ele conheceu essa ex dele uma vez que terminamos o namoro e ficamos 2 anos separados, e depois voltamos. Ele quis voltar! Então, o tempo passou, hoje ele me trata bem, mas nada tira da minha cabeça tudo o que ouvi a respeito dela, nada consegue me fazer entender que ele me ama. Pra mim ele se casou forçado, pois eu estava grávida e tenho 99% de certeza que se hoje eu fosse solteira, sem filhos, e ele também, nós não nos escolheríamos. A minha gravidez inteira eu só ouvi coisas feias dele, ele me dizia que eu tava igual a um peixe de vala, que eu tinha bunda de pombo, foi muito traumatizante!!! E hoje, com 28 anos, eu não estou casada com o homem que amo e aprendi a não amar quem não me ama. O tempo vai passar, as metas que tenho pra mim vão ser cumpridas em nome de Jesus e se tiver de acontecer o divórcio, então, que aconteça. Hoje eu tenho forças pra suportar isso, mas que dói, dói.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s