Não tinha como fazer nada

AVISO DE GATILHO: PEDOFILIA/ ESTUPRO

Idade: 31 anos

Desabafo Anônimo: Quando tinha apenas 14 anos de idade comecei a ser molestada pelo meu próprio genitor, procurei uma defensora pública de minha cidade na época, e ela debochou de mim e disse que não tinha como fazer nada, pois o mesmo não havia consumado o ato, triste e sem muitas expectativas voltei e tomei uma decisão: sair de casa, fui morar com meu patrão na época, já o conhecia e ele estava mais ou menos à par da história.
Ele disse que não poderia ser daquela maneira, mas tudo bem, eu poderia ficar lá.
Para resguarda-lo fui a tal defensora e relatei o caso e ela nem me deu crédito e me disse para parar com aquilo e ir embora. Vim embora triste e desapontada; mas voltei.
Depois de quase dois anos me relacionei com ele e tivemos duas filhas…ocorre que eu tinha sérios bloqueios para falar no assunto com minha filha que hoje tem 14 anos, e que infelizmente por esse medo todo que eu tinha e bloqueio, ela também acabou sendo vítima, mas não do pai,  de um amigo nosso, e minha filha foi brutalmente violentada, em todos os sentidos…e a de 6 anos foi molestada assim como eu, passou a mão nas partes íntimas dela e ainda à ameaçava.
Liguei no disque denúncia, procurei a promotoria, delegacia de Polícia e estou na luta, na luta para retirar esse doente do nosso meio e colocar ele atrás das grades…psicopata nojento…
Ainda é recente tudo, faz 28 dias que descobri tudo, e a menor ainda está contando aos poucos.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s