Perda gestacional: é possível caminhar!

em

Por Fernanda Rangel – 20 Abril 2018


Participo de muitos grupos sobre luto e perda gestacional, recebemos muitos desabafos sobre o tema e vejo muitas postagens sobre a dor da perda, sobre os sentimentos em relação à perda e ao bebê. Fico pensando o que uma mãe que acabou de perder o seu bebê gostaria de ouvir nesses primeiros momentos, sobre um mundo novo e inesperado que ela vivenciará a partir de agora.

Bom, é difícil saber ao certo, não tem fórmula mágica para viver um luto, cada filho tem um significado diferente para cada mulher. Após muita reflexão, vejo que se tem uma coisa que deve ser dita, é isso: é possível viver e seguir a vida após uma perda. É possível aprender a conviver com essa dor e essa falta. É possível ressignificar essa história tão dolorosa.

Tenho certeza que você depois de ler, submersa nessa dor e no peso da perda, se pergunta: como seguir se não consigo ver luz no fim desse túnel? Pois é, pode não se ver essa luz por algum tempo, que pode ser por pouco tempo ou muito tempo. Nesse caso o tempo é relativo, é individual e vai ser vivido de formas diferentes por cada mulher. Saiba que essa luz chega de formas que agora você não consegue imaginar.

Não existe um mapa para chegar lá. E se existe um caminho, o caminho é viver, sim VIVER! Um dia de cada vez, na forma que ele se apresentar, mesmo que seja dolorido, pesado e triste. Viva o seu sentimento, sinta a sua dor. Sentir e perceber a sua dor e o seu momento talvez seja o início desse caminho.

Esse caminho é seu, será vivido por você, como você puder caminhar, a longos passos, curtos passos ou passo nenhum. O caminho é seu, faça ele como quiser e desejar, mas faça. E nesse caminho você não precisa estar sozinha, quando perceber que está muito difícil ou que não consegue caminhar, peça ajuda. Você não precisa estar sozinha se não quiser. Muitos não conseguirão entender a sua dor, porém outros vão querer ajudá-la a caminhar, mas não sabem como e você pode pedir aquilo que você precisa. Não tenha medo de pedir ajuda e não se sinta fraca por isso.

O apoio social facilita sim esse caminho.

Há outro apoio que pode fazer muita diferença, e muitas vezes ser essencial: o apoio profissional. O apoio profissional ajuda no seu caminhar, a entender os seus passos, a viver o seu sentimento e principalmente é alguém que você pode falar aquilo que na sua família você não tem coragem, porque afinal eles também perderam como você e estão fazendo também seu próprio caminho. Você não precisa passar por isso sozinha!

O mapa ninguém pode ter dar, mas existe um caminho a ser percorrido e é sim possível percorrer esse caminho. E nós da ONG Temos Que Falar Sobre Isso estamos aqui também para fazer parte dele. Sentimos muito o seu momento e estamos aqui para te ouvir.

Faço um convite às mulheres que passaram pela perda gestacional, que deixem seu comentário no post para as mulheres que estão começando a caminhar agora nessa estrada. Seja você também um apoio e diga aquilo que você gostaria de ter escutado ou recebido quando começou a sua caminhada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s