Vontade de viver eu já não tenho…

em

Idade: 34

Desabafo Anônimo: Aqui estou eu, sem coragem e força nem pra tomar banho ou escovar os dentes… Com uma dívida enorme… E, a partir de agora, ganhando menos da metade do meu salário porque eu fui afastada pelo médico e dependerei da ajuda do INSS. Não sei o que fazer com as contas de casa… Meu marido está desempregado…
Esse tempo deveria servir pra o meu tratamento da depressão. Como se trata a depressão agravando os problemas na vida da pessoa? Não sei… Não consigo ficar em paz. Já não tenho a quem ou ao que recorrer, meu nome está sujo por causa das dívidas.
Na verdade, eu queria ter sido mandada embora. Eu sei que é arriscado e eu posso ficar sem emprego depois, mas eu tenho uma boa quantia presa no FGTS. Seria o suficiente pra eu me recuperar em paz, sem ter que me preocupar em como vou fazer pra me alimentar, pagar aluguel e as despesas da casa. Mas, o que para o estado é uma miséria, pra mim significa uma vida nova.
Não tenho direito a acessar meu dinheiro, então, eu vou ter que passar pela tormenta, tentando me recuperar da depressão com mais problemas do que se eu estivesse tendo que trabalhar ou fazer as coisas básicas da vida que a doença não me permite hoje.
Pra ajudar, eu ainda vou ter que correr atrás do meu processo de afastamento, super burocrático e demorado. Corro risco de ficar bom tempo sem verba nenhuma.
Eu só espero conseguir sair desse “tratamento” com vida porque vontade de viver eu já não tenho… Nenhuma…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s