Minhas amamentações nas três gestações foram únicas e incríveis

Larissa Rainis, 3 filhos, psicóloga.

Desabafo anônimo: Estamos na semana do aleitamento materno e isso me remete a tantas histórias. Em minha primeira estava com apenas 16 anos, não entendia muitas coisas, e foi a mais difícil não só pela falta de maturidade, mas também porque passei o primeiro mês com o meus seios machucados até sangrava. Lembro de amamentar minha filha com um pano na boca pra não gritar e as lágrimas não paravam de cair. Acho que foi o mês mais longo da minha vida. Se eu pensei em desistir? Óbvio, afinal estava tudo tão difícil, mas na época minha mãe foi essencial, ela repetia quase como um mantra os benefícios para minha filha e me contava como ela adorava amamentar na época que foi mãe. E foi graças a ela que eu resisti, porque apesar de naquele momento não sentir nada de bom, eu queria saber dessa sensação que ela descrevia. E foi assim que depois disso pude amamentar e sentir todas aquelas sensações. Já na segunda gestação tive outro problema para amamentar, minha bebê era muito faminta e não largava o peito, no segundo dia de nascimento, sem exageros ela ficou praticamente o dia inteiro no peito, eu fiquei exausta e liguei pra minha mãe chorando, afinal nem banho eu havia tomado, ela levou uma chupeta para o hospital, consegui tomar uma banho de 5 minutos e esse foi o único momento que ela chupou chupeta, ela não gostou. E assim segui com a minha filha que mamava muitos mesmo, era uma bebezona grande e todos me perguntavam o que ela comia e quando respondia que ela só mamava no peito poucos acreditavam, bem até hoje ela adora comer e é grandona. Na minha terceira gestação, por problemas de saúde, meu bebê ficou na uti por 6 dias, fiquei muito triste com a situação, arrasada de não poder amamentá-lo, mas tirava o leite pensando que de alguma forma eu estaria o ajudando. No quarto dia recebi a notícia de que podia amamentar, senti uma felicidade que não cabia em mim! Foi um momento mágico! Estamos hoje naquela fase do nascimento dos dentes, das mordidas, nada é tão fácil, mas vale a pena. Minhas amamentações nessas três gestações foram únicas e incríveis. Sempre incentivo as mães ao meu redor para que aproveitem cada momento, porque passa tão rápido e eles crescem e o melhor muito amados, seguros e protegidos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s