Eu simplesmente fui humilhada

em

M. , 2 filhas, bióloga

Idade: 43 anos

Desabafo Anônimo: Estou bem perdida. Os relatos que leio são muito reveladores e bem mais angustiantes, mas mesmo assim preciso expor meu sentimento.
Sempre sonhei em ser bióloga, trabalhar com as ciências do mar, ser considerada inteligente, e, principalmente conseguir fazer uma faculdade. Eu não cresci numa família que pudesse me proporcionar estudos. Tudo o que estudei foi por méritos próprios. E, mesmo assim, nunca consegui passar no vestibular para biologia. Logo, aceitei o primeiro vestibular que passei e o fiz… Pois precisava ganhar dinheiro e me sustentar. Com o tempo conheci meu marido, e ele sim, me proporcionou uma faculdade, seguida de um mestrado e seguida por um doutorado. Pois é, meu sonho estava se realizando, eu estudando um doutorado. Porém, no dia da defesa de meu doutorado, o dia mais importante de minha vida acadêmica eu simplesmente fui humilhada por 1 hora e meia por um dos membros da banca. Eu não conseguia acreditar que aquele pesquisador, a qual eu até possuia um pouco de admiração, pudesse ser tão ignorante, tão insensível e ainda querer dizer que dominava mais o assunto do que eu.
Senti na pele o que misoginia, pois ele não acatou meu título de DoutorA, ele desconsiderou e ainda grifou que há somente DoutOr. É muito triste viver em pleno século XXI a mercê de homens machistas, que consideram mulheres como um ser inferior.
Até hoje, sinto vontade de chorar quando lembro daquelas cenas ainda estou muito magoada, ao ponto de pedir para meu marido me sustentar por 1 ano, pois eu não tenho condições psicológicas de encarar um concurso. Eu também estou fazendo terapia para superar o trauma que um homem muito misógino acarretou em meu intelecto.
Obrigada por me escutarem.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Anonima disse:

    Eu sei bem como essas bancas podem ser. Eu tenho apenas mestrado e embora não tenha sofrido na minha banca sei como os phdeuses podem ser, apenas para se mostrar e se exibir como pavões. Sinto muito por você ter sofrido e sinto muito pelo seu (des)orientador(a) que não te defendeu como era obrigação dele fazer. Mas tenha a certeza de uma coisa: se você chegou até aqui, se tem seu mestrado e agora seu doutorado, você é mais do que capaz! Tenho absoluta certeza disso! Se não tá dando pra encarar, tenta agendar com um psicólogo. Pode ser que um acompanhamento especializado te ajude a superar isso e a encarar as bancas de concurso que eu tenho certeza que virão. Sinta-se abraçada!

    Curtir

  2. GISELE disse:

    Voce não estava preparada para ouvir tudo que lhe foi dito pois até então os homens que lhe rodeiam não a trataram dessa forma, não deixe que isso contamine sua mente , foi exatamente essa a intenção daquele “Doutor” te desestruturar e parece que está conseguindo então respire fundo levante essa cabeça esse corpo e vá la de novamente a cara a tapa e mostre que superior é você e não ele.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s