Eu estava em um estado deplorável

em

Idade: 16

Desabafo Anônimo: Durante uma semana eu e mais três amigas organizamos uma festa na casa de uma delas. O objetivo era a curtição. Chamamos várias pessoas, até alguns que não conhecíamos. A notícia se espalhou e outros também queriam ir, mas como éramos nós quatro que iríamos tomar conta da noite, limitamos o número de convidados.
O dia chegou e começou bem, mas após algum tempo uma das convidadas foi assaltada quando estava chegando, não parava de entrar gente dentro de casa, apareceu pessoas que nós não tínhamos convidado e outros com amigos que não conhecíamos. Eu e minha amiga tivemos que tomar conta de tudo e as outras duas não se importaram em ajudar. Isso me deixou com muita raiva, porque eu também queria estar aproveitando em vez de cuidar dos outros. Após duas horas nessa função, eu e minha amiga conseguimos resolver tudo e fomos aproveitar.
Como ainda não tinha parado pra conversar com as pessoas, resolvi fazer isso e também comecei a beber. Depois de um tempo nessa, comecei a ficar bêbada e quando fico assim faço o que me dá na telha. A partir de agora, tudo oque irei contar são relatos da minha amiga, pois eu estava muito bêbada e não me lembro de nada.
Um cara que eu não conhecia e que nem tinha sido convidado, chegou em mim e ficamos. A pegação começou a ficar mais séria, fomos para o quarto da minha amiga e transamos. Depois disso saí do quarto e fui para o banheiro. Mas eu estava em um estado deplorável: com o shorts virado, cabelo bagunçado e me segurando nas paredes porque não me aguentava em pé por causa da bebida. Minha amiga, uma das três que ajudou na organização da festa, me viu e foi me ajudar. Me ajudou a ir de volta para o quarto e foi me trocar, mas nesse momento ela viu que minhas pernas escorriam sangue, e ela sabia que eu não estava menstruada. Com a ajuda de um amigo nosso, ela me limpou e me trocou. Depois me pôs para dormir e foi falar com o cara para saber o que tinha acontecido. Ele disse que tínhamos transado, que foi algo que eu quis fazer (não duvido disso) e que em nenhum momento eu disse para parar. Depois deu a maior briga e o pai da minha amiga descobriu também. Mas eu só fui saber dessas coisas na tarde do dia seguinte, quando eu fui para a casa da amiga que me ajudou. Enquanto ia me contando ela até chorou, e depois eu também, porque sabemos que isso não é pouca coisa.
A conclusão chegada foi que eu fui estuprada, pois na hora eu estava muito bêbada para discernir oque estava acontecendo, estava tão bêbada que não me aguentava em pé. E descobrir isso foi um choque, só que é estranho pois eu não me lembro de nada do que aconteceu, mas eu sei.
Fiquei muito mal depois e só queria chorar. Não quis contar para mais ninguém, porque não quero tornar a coisa ainda maior. Só que eu não sei oque fazer, como agir ou oque falar. Não sei.
O menino me chamou depois para saber como eu estava e pedir desculpas e eu disse que tudo bem. Não senti nada, apenas um peso se criou dentro de mim. Só queria poder contar para a minha melhor amiga e receber um colo, mas sei que ela vai querer contar para os meus pais e eu não quero isso. Estou muito confusa porque nunca imaginei acontecendo alguma coisa dessas comigo.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. GISELE disse:

    Situação delicada, mas tire esse peso de sua conciencia, aconteceu, não foi da maneira como voce planejou, procure um médico cuide de sua saude e erga essa cabecinha e bola pra frente ifelizmente algum encanto se quebrou e o menino foi muito honesto em lhe pedir desculpas, inconsequente pois não viu a sua fragilidade no momento, cuide-se principalmente com essa ingestão descontrolada de alcool, e deixe o tempo curar essa ferida, converse com sua melhor amiga conte a ela e diga que com sua mãe mais tarde voce se entendera, se para voce serve de alivio conheci uma menina e sofreu um abuso com a penetração do dedo do rapaz e olha que ele não era tão novo assim, ela estava na mesma situação que voce só não houve o fato consumado por não estarem em um local onde houvesse a facilidade para a transa em si, ela conseguiu superar felizmente, e voce esqueceu pois sua mente já treinada para o grande dia bloqueou o ocorrido. Não sofra mais deixe o tempo se encarregar dessa cicatrização.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s