Ele não vai mais me segurar

em

36 anos.

Desabafo Anônimo: Só gostaria de entender por que os maridos sempre estão cansados. Há 8 anos decidimos ter filhos. As tarefas eram divididas ambos tinham vida juntos e separados. Há 7 anos e alguns meses minha primeira filha nasceu. E tudo mudou. Na maternidade ele já foi comemorar e só voltou no dia de sair. Eu chorava e ele dizia que era para fazer algo que deixasse feliz. Eu só queria dormir, e tinha a bebê, a casa, jantares, o trabalho que ainda me ligava e a pressão de estar linda e pérfida esperando ele do happy hour com os amigos. Eu não saía. Na licença maternidade decidi voltar a trabalhar, mas por pressões psicológicas e frases como “ela não vai gostar de você”, ou “você vai voltar para ganhar isso?”. Não voltei… depois de 1 mês de demitida, chegou a pressão de abrir um negócio próprio, “se vira, qualquer coisa mas não me incomode, estou cansado”. Decidi voltar a trabalhar, e fazer o que me realizava… mesmo papo “ela ficará sem mãe…”, “e se vc ter reunião… e se ela ficar doente… e se ela não puder ir pra escola… melhor não… ela não tem ninguém… só você”… Me sentia como se a filha fosse só minha… e ele fazia um favor… e quando bati o pé e fui em algumas entrevistas, quando ela tinha 8 meses… e aí começou a sabotagem… não anotava ligações ou me fazia perder as entrevistas… já que não tenho família próxima… ele seria a única pessoa a ficar com ela… fui em uma entrevista com ela e claro que não fui contratada…. enfim…. e a pressão de ter o segundo filho… não queria… já estava cansada de sofrer, cansada de não conseguir seguir fazer nada que me trouxesse satisfação…. então fui procurar ajuda de um psiquiatra que disse “tome esses remédios e volte daqui 30 dias… e ouça seu marido… ele faz o que pode”… não tomei os remédios, procurei um psicólogo e me disse que tinha depressão e que tinha que curar com remédios… voltei a outro psiquiatra que me receitou 4 remédios e um deles para dormir… cheguei em casa e conversei com o marido, ele ouviu olhando para o celular… e só disse “você não vai tomar nada, acho que isso é frescura e que você consegue sozinha”. Eu disse que precisava de ajuda e ele disse que não podia fazer nada. Eu estava acostumada com tudo aquilo, é que aquilo era tédio e ócio… Eu tinha que me ocupar…
Bom. Mas a questão era que aquele ócio era vontade de morrer de verdade. Pensava apenas na minha filha… e não tinha coragem.
Sempre trabalhei. Eu ia e vinha onde queria… e me vi numa prisão… ele viajava a trabalho… conclusão tive a segunda filha e encarei como tudo meu… abracei tudo e adormeci tudo aquilo. Simplesmente ignorava… ficava noites sem dormir zelando por elas e insônias terríveis… era infeliz… fazia o que podia pela casa.. tentava ganhar dinheiro com qualquer coisa… fiz mil e uma coisas… mas quando parava tudo doía…
Mas chorava em segredo.
Então comecei a escrever cartas de despedidas para elas. Escrevi tantas que resolvi fazer um email. Lotou.
Mas não tinha/tenho coragem, mas o sentimento é muito forte.
Ele viajava a trabalho para o exterior e quando voltava reclamava de cansaço.
Até que esse ano ele perdeu o emprego.
Está em casa e está sempre cansado… não sai do celular, joguinho, Facebook… e continua tudo igual… sai com os amigos, jantares….
Depois de 18 anos juntos… tivemos essa semana uma briga que disse tudo que pensava. Ele ouviu… riu e disse o que vai adiantar? Estou cansado e não tenho a sua força. Só vejo que você precisa trabalhar, pagar uma babá e empregada… você voltará a ficar feliz… Eu perguntei por que ele não ajuda e respondeu “já disse… estou cansado e elas dão muito trabalho, tem muita louça, muita roupa… coisas chatas”… e que logo ele vai voltar a trabalhar e não pode se ocupar com isso tudo.
Eu não desisti por elas, envio currículo e essa semana fui chamada para uma entrevista depois de 7 anos… Eu fui… e quando voltei e disse a ele que estou ansiosa para voltar a trabalhar… me disse mas não é fácil bater crachá e veio com o papo de que elas ficarão sem mãe… e ficou agressivo com as meninas, não é um pai ruim, mas tem comportamentos que não consigo entender, como um adolescente mimado… como se tivesse que me atingir de alguma forma… claramente com ciúmes… só que dessa vez estou determinada… ele não vai mais me segurar… penso todo dia em tudo que passou e passo o me dá forças… mas o medo está aqui… me sinto fraca e idiota. E peço desculpas por atormentar vocês com minha história boba… tem outras mulheres que precisam de acalento e em situações terríveis. Mas é que cansei de ouvir que o que sinto é errado ou bobo. E que todos estão cansados e eu não.

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. Olha difícil situação e não consigo acreditar que há homens assim, não tenho que reclamar do meu esposo me apoia em tudo me ajuda e muito com o baby é os afazeres de casa. Penso assim se ele não te faz bem então não merece estar com você se não te apoia não te ajuda qual o papel dele em sua vida?! Ser pai ele pode ser e será mesmo não estando ao seu lado vc tem que entender o que você quer para sua vida é seu casamento, pois os filhos crescem e terão sua vida é você o que quer para sua vida!? Vá ser feliz e criar suas filhas felizes e veja o que tem prioridade para essa felicidade e o que agrega felicidade 💋

    Curtir

  2. Ligia disse:

    Você já levo tudo até aqui sozinha, isso não é pouco e não é fácil. Procure ajuda profissional pra tirar um pouco do peso das costas, é muito difícil carregar por tanto tempo. Há psicólogas com vertente feminista que podem te ajudar, há vida pela frente e você é forte pra seguir com suas filhas.

    Não sei se ele é mesmo um bom pai…porque pai divide as responsabilidades com a mãe. Imagino que o que ele faz seja como um bom tio, um bom avó, um bom amigo.

    Mas o foco não é ele, ele você não precisa há algum tempo, só te traz angústia. O foco é você e suas filhas.

    Curtir

  3. GISELE disse:

    E veja a mulher mãe esposa desabrochando para a vida fora do lar, voce tempo o seu tempo de “casulo”, ao aguentar as tarefas de dona de casa mae e esposa agora chegou o momento de mostrar-se para o mundo profissional todo seu, então não perca as forças e a esperança pois uma coisa é certa, tudo se resolve, assim que metemos os peitos e começamos a deixar para tras a situação de coitadismo e sobrecarga que deixamos que colocassem em nossas costas nos libertamos tudo se transforma e para melhor voce verá. Parabén e sucesso.

    Curtir

  4. Ana disse:

    Acho que seu marido só te pressionou para ter filhos, porque é inseguro e acha que te mantendo escrava em casa pode te “segurar”, fique atenta, essa insegurança toda pode ser sinal de que ele já tenha lhe traído, porque ele só te diminui e não te apoia. Sinceramente se te incomoda a ponto de você ter depressão, talvez ele seja abusivo de uma forma que você nem percebe. Assim que estiver empregada considere a separação, considere se tratar e sair de perto desse homem. Ele parece incomodado com qualquer coisa que te faça bem.

    Curtir

  5. Ilma disse:

    boa noite amiga, vc precisa enfrentar esse medo de cabeça erguida, pois qdo vc esta bem com vc, pode se doar muito melhor pras criancas,
    Busque mesmo se realizar,mas lembre se qdo vc chegar vc estara cansada e estressada, busque valorizar os momentos com elas, saber como foi o dia, brinque, conte historias beije e abrace muito seus tesouros

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s