Ainda temo

em

Mãe, 29 anos, um filho, grávida do segundo, funcionária pública

Desabafo Anônimo: Estou grávida pela segunda vez, foi planejado e com 7 semanas descobri que tinha um descolamento. Com repouso, medicação, melhorou e meu bebê continuou a se desenvolver. Ouvi as pessoas me falando: repousa mesmo, seu bebê precisa disso. Tomara que vocês consigam. Me sentia tão mal por estar nas minhas mãos a vida dele. Resolvi que ia lutar para que ele vivesse e via dó no rosto das pessoas quando me perguntavam como estávamos. Odiava ver essa expressão. Passou o período crítico e me senti aliviada. Mas por algum motivo que desconheço e não encontrei um médico que explicasse, passei a maior parte da gestação sentindo cólica se pegasse peso ou fizesse mais esforço. Passei a evitar esse esforço. Com 27 semanas, descobri que teria novamente hipertensão gestacional e dessa vez veio mais forte e precisei de medicação. Confesso que aferir a pressão três vezes ao dia é algo que me deixava a cada vez com medo de que subindo a pressão eu pudesse te perder, meu filho Miguel. E esse medo viveu no meu coração e me fez mal. Me fez cutucar você quando você estava algumas horas quieto. Me fez me apegar mais com Deus e dizer que era da minha vontade que Deus cuidasse de nós. Vi meu marido parecer estar tranquilo e não temer. Seria otimismo? Estou com 38 semanas. Ainda temo.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s