Violência Obstétrica: porque temos que falar sobre isso!!!!!!!!!

Apesar de ser um assunto super falado ultimamente, falar de violência obstétrica nunca é demais.
Cada dia mais mulheres com convênio estão procurando o sus para parir. E você sabe porque?
Antigamente ter um convênio era sinônimo de segurança, você fazia o pré natal com o médico de sua escolha e teria o parto com ele, mas hoje o cenário mudou, cada vez mais as mulheres estão mudando de médico, usam o convênio apenas para consultas e exames. Temos taxas altíssimas de cesárea nos convênios e se você chega com a conversa de ter um parto normal, a violência já começa nesse instante, muitos médicos já julgam a decisão da mulher, afinal, quem é ela para dar opinião?
Temos um grande problema nas mãos, existe violência obstétrica nos convênios e no sus! Da pra contar nos dedos hospitais que tem um pouco mais de cuidado, de humanização na prática.
Para você ter um parto com respeito ou contamos com a sorte de pegar profissionais em plantão que levam a sério o trabalho, respeitando a mulher (e é muito mais fácil encontrar no sus) ou contratar uma equipe de profissionais que trabalham com a humanização.
Nessa semana da mulher, precisamos conscientizar sobre mais esse assunto, mulheres que são super mal tratadas nesse nossos moldes da obstetrícia.
Algumas violências aplicadas são:
* recusa na presença do acompanhante durante todo o período de trabalho de parto, parto e pós parto imediato
* Episiotomia sem consentimento da paciente ( na minha formação episiotomia nunca, mas é uma prática muito constante em hospitais)
* Manobra de Kristeller (quando empurram a barriga durante o parto, manobra PROIBIDA que continuam usando sutilmente, não traz nenhum benefício apenas malefícios para mãe e bebê)
* Forçar ficar em uma posição que não seja de conforto para a mulher
* Não deixar se alimentar ou hidratar
* Uso de ocitocina sem necessidade e sem consentimento da mulher
* Violência verbal ( frases como “CALA A BOCA”, “NÃO GRITA”, “NA HORA DE FAZER NÃO GRITOU” entre outras pérolas)
* Ameaças
* Coerção
Você sabia que podemos denunciar?
Tanto na rede privada quanto na pública?
Sim, é importantíssimo brigar por seu direito, o sus não é de graça, pagamos impostos para isso e no convênio a mesma coisa claro.
E sabe o que está sendo super efetivo também conta a violência?
Mulheres e suas famílias empoderados, para saber questionar procedimentos, estar ciente de toda a situação; ter uma doula também reduz muito as intervenções durante o trabalho de parto, parto e pós parto.
Se informem, corram atrás da informação que infelizmente não vem de consultórios durante as consultas de pré natal.
Existe uma rede imensa por trás de tudo que pode te ajudar, abrir seus olhos.
Se você acha que sofreu algum tipo de violência sempre há tempo para denunciar.
Fernanda Gomes Ferreira da Costa Obstetriz e Consultora em Aleitamento Materno
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s