Estou com medo, e a ponto de sumir

em

Anônima, Primeira gestação.

Idade: 27 anos

Desabafo Anônimo: Preciso desabafar… Escrevo isso com meu coração apertado, com vontade de sumir. Segura que lá vem textão!
Tenho 27 anos, casada há 2 anos, me relaciono há 8 anos com meu marido e estou gestante, 32 semanas. Quando descobri minha gestação, não fiquei com aquela felicidaaaaade enorme não (mas hoje sou completamente apaixonada pelo meu filho, que ainda não nasceu)! Estava passando por uma situação financeira delicada. Meu marido resolveu abrir uma empresa que não foi pra frente. Eu senti que ela não iria pra frente desde o início, mas quando eu falava sobre isso, a gente brigava de quase se separar. Isso aconteceu por umas três vezes! Ate o dia que eu cansei de dar “murro em ponta de faca”! A gente estava devendo a prestação do financiamento da nossa casa, devendo todas as contas possíveis de uma casa. Compras? Fazíamos quando sobrava dinheiro… Ele sempre precisava de dinheiro emprestado para colocar gasolina no carro, ou pagar alguma conta importante como luz ou água, para que não cortassem. E a gente sempre pedia à minha família. Meu pai, militar, e minha vó, aposentada, sempre tiravam dinheiro de onde não tinham para ajudar a gente tanto a pagar contas, quanto a comprar algumas coisas para que não ficássemos sem nada para comer em casa. Ainda mais que eu estava grávida, né? Precisava me alimentar para fazer meu pacotinho crescer.
Quando eu contei para meu marido que estava grávida, ele ficou “feliz”. Chorou, o que sempre digo que não foram lágrimas verdadeiras. Mas chorou!!! Ele tinha acabado de chegar de uma viagem, a serviço em São Paulo. Fiz um presentinho legal para contar a novidade. E usamos parte desse presentinho para contar para os familiares. Meu pai sempre foi louco pra ter um neto, então ele ficou imensamente feliz com a notícia, bem como minha irmã! Minha mãe demorou um pouco a digerir a informação, mas hoje é apaixonada também pelo netinho. O problema sempre foram os familiares dele! Quando contamos para a mãe dele, a tortura começou! Ela me mandava mensagens falando como o filho DELA estava… Falava que o meu filho iria ficar na casa dela os finais de semana, porque ela não abria mão disso… Que ela ia cuidar muito bem do “nosso” filho! Nosso??? Onde ela viu nosso nessa história? A gente nunca se deu bem. Ela sempre fez de tudo pra que eu terminasse com o filho dela antes de casar. Já inventou mil histórias para o meu pai para que eu brigasse, inclusive com minha família! Sogra é um capeta mesmo né? A minha é nível hard! Misericórdia!
Bom… Meu marido conseguiu uma parceria com uma empresa para desenvolver os serviços dele por aqui. E desde então, ele passou a tratar mal minha família. Tenho pra mim que ele só tratava bem minha família quando ele precisava de dinheiro né? Pois é. Antes ele chegava na casa dos meus pais e brincava com meu pai, conversava com minha mãe… Agora? Ele não olha na cara da minha mãe, cumprimenta por pura obrigação, chega lá ele fica o tempo todo grudado no celular olhando o Facebook. Estou a ponto de quebrar o telefone dele. Estou me segurando porque sei que ele vai quebrar o meu também! Meu pai deu os móveis do quartinho do nosso filho completo, e ele nem sequer falou um “obrigado cachorro” com meus pais. Fora que TODO o enxoval do nosso filho, é minha mãe e minha vó que estão fazendo, a família dele não deu nem um alfinete até agora, e a mãe dele me deu roupas usadas e surradas para usar no nosso filho, bem como fraldas sujas…
No final de semana que foi nosso chá de bebê, a gente brigou feio porque a vó dele não está conseguindo andar direito. E ele queria que o chá fosse feito na casa da vó dele. Mas ele me falou isso uma semana antes do nosso chá (que foi na casa da minha mãe). Os convites já estavam todos entregues. E a vó dele não mora perto dos meus pais, e minha família é beeeeeem maior do que a dele! No dia do chá, ele veio jogar na minha cara um tanto de coisas, falando que eu estava tratando nosso filho como se fosse só meu, que ele não estava tendo participação em nada na vida dele (sendo que ele que escolheu o nome, ele escolheu o modelo do quartinho…), disse que eu faço tudo do meu jeito e não peço a opinião dele, sendo que isso não é verdade, que estava fazendo festa para minha família, e que era culpa minha a avó dele não ir! Pra tudo que eu vou fazer, eu falo com ele primeiro, mas ele desdém, não fala nada, finge que não é com ele! Minha parte pelo menos eu fiz né? No dia do chá ele ficou a festa inteira sem conversar comigo, e pra nossa surpresa… A vó dele foi! Tadinha, ela ficou toda feliz! E ele com a cara lá no chão! Mas mesmo assim o orgulho dele não o deixou vim falar comigo ou me pedir desculpas… Aliás, essa falta de diálogo já esta durando 5 dias!!! Isso porque nunca ficamos sem conversar, em 8 anos de relacionamento (namoro + noivado + casamento). Ele veio me chamar pra vir embora no meio da festa, enquanto tinha muitos convidados por lá, e eu disse que eu iria ficar porque não podia deixar todos os convidados lá na festa e sair assim… Aí que ele ficou mais puto de raiva ainda! Ele foi embora levar a vó e a mãe dele embora, e eu fiquei para que depois meu pai me levasse embora! E assim foi! Quando cheguei em casa ele já estava dormindo!
Fui a missa no outro dia. Eu sou católica e ele nem tem religião, acho que nem acredita em Deus… Quando cheguei da missa, a mãe dele perguntou pelo WhatsApp se eu tinha feito as pazes com ele. Falei que não! Aí começou a tortura… Me disse que ela iria sair do serviço para olhar meu filho pra eu trabalhar! E que eu teria que arrumar um serviço que me pagasse bem pra que eu pagasse ela porque ela não iria ficar mais (ABSURDO). Eu falei pra ela tirar isso da cabeça, que isso nunca iria acontecer na minha vida, deixar meu filho pra ela olhar e ir trabalhar pra pagar ela!!! (Ps.: As filhas da prima dela a chamam de mãe!!! Porque ELA incentiva as meninas a chamarem ela de mamãe. Eu não quero isso pro meu filho de jeito nenhum). Aí ela me perguntou se eu estava com medo de que meu filho gostasse mais dela do que de mim… E que isso era bem provável de acontecer!!! Meu mundo desmoronou! Eu fico muuuuuito puta de raiva quando alguém fala isso comigo! Meu marido direto fala isso, e considero isso um abuso incondicional! Eu já tô sensível por causa da gravidez, e acho que não devo escutar uma coisa dessas nem por brincadeira! Porque eu tenho medo mesmo de que isso aconteça. Medo de que, um dia que meu filho, recém nascido, estiver chorando horrores, e eu como mãe de primeira viagem não conseguir acalmá-lo, e ela vir pegar ele do meu colo e ele parar de chorar… Ela vai jogar na minha cara que ele gosta mais dela do que de mim! E tenho certeza de que eu vou pirar!
Minha gestação inteira é ela me atacando, meu marido me atacando do lado de cá (que eu conto em uma outra oportunidade), e pra piorar meu marido não quer ter relação comigo com a desculpa de que está com medo de machucar nosso filho… Ele não me procura, eu que tenho que ficar igual uma cachorrinha no cio procurando ele pra ter relações! E quando vou fuçar no celular dele, vejo que TODOS os dias ele visita sites pornô para se satisfazer sexualmente! Isso me mata por dentro. Sei que é normal um homem casado visitar DE VEZ EM QUANDO… Mas todos os dias? Eu sinto que ele não tem desejo por mim mais! Pra mim é uma forma de traição horrível, que eu me sinto um lixo perto dele! Sinto que eu sou só uma vagabunda que esta gerando um filho pra ele, e que tudo que eu quiser fazer com meu filho quando ele nascer, eu vou ter que pedir permissão pra ele! Estou com medo, e a ponto de sumir, desaparecer pra nunca mais voltar! Inclusive de pedir divórcio quando ele vier conversar comigo! Por que dessa vez, eu não vou ceder e dar meu braço a torcer pra tentar resolver a situação, pra voltar a conversar! Isso sempre acontece, ele nunca abaixa a guarda pra vir conversar comigo e tentar amenizar a situação. Vou deixar isso partir dele agora!

Desculpa o textão! Obrigada pelo espaço!

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. Fernanda W. disse:

    querida, sinta-se abraçada, um abraço bem forte. Eu ja sofri numa relação abusiva, sem filhos mas sofri. é normal ficar insegura e mais sensivel na gravidez, primeiro filho então!! vixe, a gente acha que não sabe nada , que não vai dar conta. E as vezes não dá, mas as vezes nos saimos muito melhor do que imaginamos, pq somos humanos, erramos , acertamos. Nao deixe que ninguém diminua vc, não existe mae perfeita, eu nao sou, minha mae nao era, nenhuma mulher é. Somos pessoas tentando dar o melhor de nós, nem por isso piores. Seu marido parece ter um comportamento infantilizado e abusivo, mimado no minimo. Tente conversar como adulto, se ele se negar a te ruma conversa respeitosa , se afaste e diga claramente que nestes termos vc tb nao quer conversa. O mesmo com sua sogra, vc nao esta numa fase que lidar com gente assim é prioridade, a prioridade é voce e depois o bebe(sim, voce primeiro, se vc nao estiver bem, o bebe nao ficará bem). Se for possivel passe um tempo na casa dos seus pais, mostre que vc nao está sozinha, nao se afaste de jeito nenhum de quem te dá apoio de verdade(sejam familiares ou amigos). Uma das caracteristicas mais fortes de pessoas abusadoras é isolar a vitima dos amigos e familiares, nao permita isto. Defenda seu territorio, seu filho, voce mesma, deixe bem claro a linha onde vc nao admitirá que seja ultrapssada, eles vao reclamar, vao te atacar, vire as costas e mande catar coquinho. Vc esta gravida, vc é a pessoa importante, se eles nao conseguem mais lidar com o fato de serem os “reizinhos da casa” que váo fazer terapia. E nao tenha medo de se separar na pior das hipoteses ok? mae feliz , filho feliz. nao esqueça nunca disto. beijos grande e espero que tudo corra bem pra ti 🙂

    Curtir

  2. Ceci disse:

    Sinta-se abraçada. Sofri muito abuso do meu marido durante a gravidez mas venci.
    Se empodere para que a sua maternidade é seu vínculo com seu bebê não sejam roubados.
    Sua sogra pode ter mil experiências com bebês, mas o cheiro que seu filho conhece é o seu, o coração que seu filho ouve é o seu.
    Procure na internet sobre criação com apego, teoria da exterogestação, sling, grupo virtual de amamentação, comunidade Pediatria Radical. São coisas que fazem muito a diferença na vida de uma mãe que se sente fragilizada. Principalmente busque uma psicóloga que possa te ajudar a compreender os sentimentos. Acima de tudo saiba que o bebê é seu filho e que você não é obrigada a atirar sogra mala. Se sua relação não está boa com seu marido se separe. Mas você não pode ficar presa numa relação abusiva. Beijos de luz.

    Curtir

  3. Juliana disse:

    Larga dele. Se ele amar você, ele vai pedir pra voltar e consertar esses erros, mas se ele continuar a ser o pau mandado da família dele e ficar contra você todas as vezes, é um moleque, um bebezão mimado. Rasga o verbo minha filha, não deixa ninguém te maltratar e mais, você tem todo o direito de cortar relações com a sua sogra tóxica, seu esposo não tem o direito de exigir que você fique se desgastando pela mãe dele que não merece sua amizade. Não acabe com a sua vida, sua felicidade e sua saúde porque você vai ter um filho, crianças acostumam a ter pais separados. Tenho certeza que você será bem vinda novamente na casa de seu pai. Não desperdice sua vida sendo maltratada assim. Se ele não estiver disposto a te tratar bem, então ele deve ficar sozinho e pagar pensão alimentícia para seu filho. E mais querida, se ele te agredir ou ameaçar, vai até a delegacia da mulher!! Coloca ordem na sua casa, porque se você ficar depressiva e doente, será que ele vai querer você? Se valorize mulher, se arruma, se sinta linda, tenha voz, não aceite chantagem emocional, você não precisa de um homem que sequer consegue suprir suas necessidades materiais, muito menos emocionais.
    Mas você é quem sabe, eu não ficaria nem mais um minuto em um relacionamento com um cara que age dessa forma e que permite atitudes invasivas por parte da mãe contra você, com certeza colocaria a boca no trombone, doa em quem doer. Espero que você resolva isso querida, seja firme, não tenha medo e se ele te agredir, já sabe, chame a polícia, ou até mesmo seu pai que é militar!! Beijos.

    Curtir

  4. Joelma disse:

    Infelizmente sei parceiro parece ser infantil e que ainda não cortou o cordão umbilical com a mãe. Deixe bem clara ao seu parceiro que seu filho esta em primeiro lugar. Se concentre no seu filho e nesta fase maravilhosa e única que esta vivendo, se imponha com elegância e educação colocando sua sogra no lugar dela, que é de vo e nada mais.

    Curtir

  5. Ellen disse:

    Eu honestamente acho que vc deveria, pelo menos por um tempo, ir pra casa dos seus pais. Não é possível?
    É uma fase delicada e ser atacada assim pela família do seu esposo e não ter o apoio dele, não faz bem pra vc nem pro seu bebê agora.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s