Me vi no fundo do poço

em

Larissa, 32 anos, um filho e servidora pública.

 

Olá. Sou mãe há 1 mês e 17 dias. Minha gravidez não foi desejada, mas após o susto, o amor pelo meu filho foi crescendo a cada dia. Tive uma gravidez tranquila, sem nenhum problema, graças a Deus. No sexto mês de gestação, eu e meu namorado resolvemos morar juntos e decidimos que isso seria antes do bebê crescer. O 3º trimestre da gestação foi muito cansativo, porque eu já não dormia direito por conta da barriga, consequentemente, não conseguia relaxar. E ainda tive que resolver TODOS os problemas da mudança para a casa nova, reforma e etc. Meu namorado deixou praticamente tudo nas minhas costas, pois ele não sabia pregar nem um prego e eu já sou mais virada. E assim foi até um dia antes de eu ir para a maternidade. Após o meu bebê nascer, nasci novamente, mais perdida do que cego em tiroteio. Eu já tinha cuidado do meu sobrinho recém nascido mas me vi completamente sozinha, apesar da família estar comigo. Mas eu sentia falta da minha mãe, do abraço, do carinho, dela estar ao meu lado. A pior besteira foi eu ter saído de casa antes do bebê nascer. Ao voltar para casa, me vi no fundo do poço porque meu namorado não me ajudou com o bebê. Eu fiz tudo e faço até hoje. Estou cansada mentalmente, fisicamente, espiritualmente. Eu nunca tinha saído de casa para morar com uma pessoa. Me vi sendo mãe, esposa e dona de casa, e foi um baque. Os primeiros dias foram cruéis, me vi no fundo do poço. Minha única alegria era meu filho. Até hoje, choro, menos, mas choro. Ser mãe é uma dádiva, mas é cansativo. Eu não estava preparada para tantas mudanças na minha vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s