Até minha filha nascer vou engolir…

DPB

Idade: 35 anos

Desabafo Anônimo: Por medo de ficar só…pago o preço!
Estava namorando um rapaz com problemas sexuais ha 1 ano e 8 meses. Brigávamos muito e eu não gostava mais dele. Por dó continuava e ele dizia que iria melhorar! Procurei grupos anônimos e nada de coragem de terminar! Terrível relacionamento de mentiras. Eu, uma divorciada com um filho de 7 anos. E de repente outro apareceu… um ex-namorado de adolescência: ele fora abandonado pela mulher. Eu, com um filho e divorciada, com um namorado que eu não gostava mais, não tinha coragem de terminar, estava para não estar sozinha, ter uma companhia.

Comigo foi sempre assim, tinha de estar com alguém para esconder a minha baixa autoestima e falta de amor próprio. Minha insegurança em achar que ninguém mais me queria, rápida, só entrava em relacionamentos abusivos, perdendo a paz, dinheiro, dignidade e meu tempo! Comecei a sair com o novo ex-amor, lembrando da época adolescente, estava tudo lindo e logo larguei o outro. Assim…sem falar nada! Comecei logo a namorar o “ex atual”! Passeios, festinhas, tudo ótimo ate que engravidei. Pensei…e agora? Vou segurar a onda sozinha? Mais um filho? Não segurei! Ele logo quis vir morar comigo e assim foi. Com 5 meses de gravidez veio para a minha casa, com todas as tranqueiras dele: foto, roupa de ex namorada e etc. Briguei, não aceitei! Logo fui vista como briguenta, comparada à sua mãe e louca.

A ex namorada era calma escrevia cartas de amor, era doce, só cuidava da casa, bem diferente de mim, que tenho que trabalhar e ser a durona para sobreviver! Logo as diferenças e comparações começaram a aparecer e mais briga. Trabalho, sou independente e sinceramente acho que fiz besteira outra vez, mas só por hoje estou esperando o nascimento da minha filha para ver o que fazer. Em 4 meses ele já quis ir embora , mas não tem casa nem lugar para morar. Paga pensão do filho e diz me amar, mas o santo não anda batendo…e ando chorando, triste, não o aceito dentro da minha casa. Grávida, hormônios a mil, minhas regras e ele querendo levantar a voz. Não sou , nunca fui mulher disso, abaixar a cabeça. Mas até minha filha nascer vou engolir…depois, pensar e agir. Vida que segue!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s