Prefiro morrer a levar isso adiante

Anônima, gravida e desempregada

Idade: 26

Desabafo Anônimo:

Boa tarde

Bom, tenho 26 anos e estou desempregada há 7 meses, me formei há alguns anos,e após a minha demissão comprei um intercâmbio, o qual viajo em 1 mês.
Com o desemprego, comecei ajudar minha família no comércio local deles, mas não tenho planos de continuar aqui, até porque eles não tem condições de me manter como funcionária do comércio deles.
Namoro há 1 meses, e há uma semana descobri que estou grávida….
Eu nunca fui uma pessoa que sonhou em ter filhos, na verdade essa opção me deixa apavorada, em pânico. Além de não gostar muito de crianças, não acho a gestação uma coisa bonita de se imaginar, as mudanças no corpo, as alterações hormonais e de humor… nada disso eu acho bonito como todos dizem ser por ai, na verdade isso é um filme de terror ao meu ver.
Engravidei com o uso de uma camisinha que estourou, e tomei a pílula do dia seguinte…. mas foi tudo em vão.
Estou em pânico, pois passo mal desde então, de um jeito que eu prefiro morrer a levar isso adiante. Meu namorado me apoia em tudo, e não me deixa sozinha 1 minuto sequer, sempre preocupado, e disse que está do meu lado para qualquer decisão que eu tomar. Mas, eu não quero uma criança nem uma gestação em minha vida, como eu disse, isso me dá PÂNICO, não sei o que fazer, tenho vergonha de falar com meu médico e levar um esporro, mas não quero levar isso adiante. Se minha família sonhar que estou grávida, não sei qual seria a reação deles… se me colocariam pra fora de casa, decepção… ninguém espera que isso aconteça agora comigo, ainda mais com meu intercâmbio chegando. Um filho, em qualquer época da minha vida, principalmente agora, só estraga meus planos e minha vontade de viver… Pode parecer cruel ou loucura, mas eu prefiro morrer a continuar nessa situação. Não sei onde procurar ajuda nem com quem conversar, além do meu namorado, que é sim um super companheiro, mas só nós dois não conseguimos resolver isso.
Preciso muito de ajuda, pois não sei com quem me abrir pra tentar resolver isso….

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Ana disse:

    Flor, também engravidei contra minha vontade, nunca planejei ser mae o namorado tava desempregado indo embora da minha cidade,tava tudo contra. Mas quando aquele pequeno ser começa a mexer no seu ventre tudo vai mudando. No dia em que segurei minha filha nos braços foi o dia mais feliz da minha vida.

    Eu ja tinha feito um aborto ha 8 anos atrás pprque meu ex nao queria um filho e na epoca eu sutentava minha mãe e nao tinha como criar sozinha: foi a pior experiência da minha vida, é doloroso e sofrido, dói e marca na alma. Um arrependimento profundo que irei carregar pra sempre.

    Hoje com minha menina nas mãos vejo como a vida pode ser linda mesmo quando tudo saiu do “controle”, e entendi que “controle” é mera ilusão, A VIDA TEM SUA PROPRIA FORÇA.

    Aproveite que seu namorado está contigo e te apóia, provavelmente sera um pai incrível, sua família provavelmente também irá te acolher, o intercâmbio pode esperar um pouco nada impede que o faça no futuro quando sua criança estiver maior e mais independente. A maternidade é puxada, é dificil, mas é linda, cada sorriso do bebê é uma recompensa gigantesca, cada evolução que ele apresenta no desenvolvimento diário é magica.

    Aceite esse presente da vida que esse é o caminho para a evolução que você necessita aflorar. Deus abençoe!

    Curtir

  2. Sandra disse:

    Olá…
    Tive minha filha aos 28, vi a mudança acontecer e posso dizer que morri e renasci no parto… pois entrei em coma…e voltei.
    Antes não “gostava” de crianças, mas seria capaz de dar minha vida para salvar uma se dependesse de mim.
    Ver como minha filha lutou para viver me deu forças para lutar enquanto estavamos na UTI…
    Foi tudo dificil… e posso te dizer a vida com ela é incrivel… e não estou romantizando… é muito difícil… mas é estupendamente maravilhoso…
    Engravidei sem nem imaginar, sem “querer”… estava acabando de defender meu TCC… imagina nem quis participar da formatura de barrigão… ninguem esperava… surpreendi a todos.. nunca quis familia… e olha…
    Meu corpo mudou… não sou mais filezinho… estou com estrias…
    MAS… eu mudei. Mudei de dentro p fora… mudei completamente e hoje sou uma pessoa melhor e não vivo sem minha filha, mal pisco para não perder nem um segundo da vida(dela).
    Se precisar conversar estou a sua disposição…
    Dace. Sandra Oliveira
    61 982765158
    Deus resguarde vcs …

    Curtir

  3. Mara disse:

    Olá… fico triste em ouvir histórias assim, pois percebo e tenho mais certeza de que as coisas fogem do nosso controle. Não posso te ajudar nem ao menos dizer o que fazer, mas acredito que vc deveria tentar conversar com um psicólogo ou entao procurar uma igreja. O psicólogo poderá lhe ajudar a pesar as coisas, analisar as possibilidades, de repente te ajuda a mudar de idéia e perceber o quão maravilhoso pode ser o fato de se ter um fruto do amor de vcs, formar uma família. Assim como na igreja, independente de religião, bom certeza haverá uma pessoa de bem que possa lhe aconselhar e iluminar sua mente.
    Pense com carinho!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s