Sempre fui independente, fiz tudo que quis e agora estou nessa situação

Anônima, 26 anos, 2 filhos, desempregada.

Desabafo Anônimo: Estou nessa relação há 14 anos, mas nossos problemas começaram há mais ou menos três anos depois do nascimento do nosso segundo filho, quando eu parei de trabalhar porque não tinha quem cuidasse dos dois. Meu filho mais novo teve um problema de saúde e acabou exigindo cuidados especiais nos primeiros anos de vida (agora ele está com 4 anos). Eu passei a depender financeiramente do meu marido, e ele por sua vez, passou a fazer o que queria. Primeiro, ele começou a sair uma vez por semana, à noite, dizendo que já voltava e só aparecia no meio da madrugada. E assim as saídas foram aumentado, até passar a sair todos os dias. Ele sempre mentia: dizia que ia comprar cigarro, que ia no açougue e até na mãe dele. E sumia… Eu passei a ir atrás dele e o encontrava num bar. E pedia pra ele ir para casa, mas ele não dava a mínima. Depois, quando chegava em casa, pedia desculpas e ficava por isso mesmo. Foi assim por um ano. Depois de muita briga, ele deu um tempo. Mas agora está a mesma coisa ou até pior, porque, às vezes, ele chega do trabalho, toma um banho, se arruma e diz na minha cara que vai pro bar. Tem dias que ele sai de casa às 16h e só volta no outro dia, lá pelas 9 ou 10h da manhã. Se eu ligo, ele não atende, diz que não queria atender e pronto. Teve um dia que eu fui atrás dele no bar e ele ficou transtornado. Chegou em casa, me agrediu fisicamente e me ameaçou: se eu fosse atrás dele de novo, ia me arrebentar. E saiu só voltando no dia seguinte. E depois de uns dias sem nos falarmos, ele pediu desculpas e disse que não gostava que eu fosse atrás dele.
Eu não sei quem é mais doente: ele ou eu, que sempre fui independente, fiz tudo que quis e agora estou nessa situação. Só sei que estou humilhada, arrasada e deprimida, tenho vontade de chorar a todo o momento, pois estou sempre pensado no que esta acontecendo. Eu não consigo emprego, não tenho para onde ir, moro de aluguel, minha mãe está com problemas de saúde e não sabe da metade do que eu passo. E para piorar, acho que o sem-vergonha tem uma amante. Eu já pedi para ele ir embora, mas ele me diz ”quer ir embora vai, eu não saio de casa”.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Jackson disse:

    Eu sei que ele é seu marido, mais você se preocupa demais com seu marido, ele se viciou com as bebidas, e agora não vai ser fácil para libertar-los, o que ele bebe, já ignora a família, e não adianta você conversar com ele, pois acabou se acostumando com a rotina de cada dia do que ele faz. Você pode ficar com depressão, com problemas de muitas coisas, pensando algo no que vai acontecer. O certo é você fazer a sua parte, se esforça no algo que você tem, seu esforço de procurar o trabalho e colocar a crianças na creche ou com alguém de responsabilidade. Você precisa encontrar outro lugar para você e as crianças e deixar seu marido de lado, para que não venha piorar cada vez mais, Siga seu caminho, faz o esforço de conseguir algo, com parentes que pode te ajudar, ou alguém que ache um lugar para você ficar. Não precisa ficar contando sua vida para ninguém, só faz a sua parte.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s