Não há mais tempo

Anônima, desempregada

Idade: 22

Desabafo Anônimo: Em 2013 engravidei pela primeira vez. Não foi planejado mas também não fazíamos nada para evitar e ficamos MUITO felizes com o positivo. Mas no dia seguinte descobri uma doença horrível e tive que fazer o aborto. Desde então fiquei obcecada em ser mãe. Em 2015 engravidei de novo e tive um aborto espontâneo. Foi um pesadelo. Meu relacionamento sempre foi muito intenso e marcado por brigas e separações HORRÍVEIS. Hoje estou grávida de 8 meses e me sinto a pior pessoa do mundo. Meu grande sonho virou o meu pior pesadelo. Passei a maior parte da gestação, separada, sozinha e por isso não consegui realizar nada que antes era tão fácil e real para mim. Não fui comprar o enxoval, não montei quarto, não tirei fotos legais, não cuidei da minha saúde, não curti nada. Agora não há mais tempo e me sinto um fracasso total por achar que meu filho não vai receber de mim nada de bom, nem mesmo a parte que o dinheiro poderia ter pago. Me culpo porque ele pode nascer com anemia e infecção, me culpo porque acredito que já prejudiquei a personalidade dele, me culpo porque nunca poderia voltar no tempo pra consertar isso e me culpo porque hoje sou completamente infeliz, estou em uma depressão grave, penso em me isolar de todos, em me separar, penso em me matar, penso em tudo o que existe de pior, só não consigo ter sucesso em absolutamente nada que eu busque como uma solução, por mais que eu me esforce tudo que eu faço sozinha é insuficiente e o meu namorado não esteve ao meu lado em nada porque depois de tantos problemas que tivemos ele resolveu dizer que eu não tenho direito de exigir mais nada porque sou doente e controladora. Vejo ele perto de mulheres com quem transou e/ou me traiu e isso piora em 10000% a minha auto estima, a depressão, o relacionamento, o que eu (não) conseguirei dar ao meu filho, mas ele não se importa. Não sei mais o que fazer, não tenho mais forças para lutar e quebrar a cara, choro dia e noite e me arrependo de tudo. Pra piorar eu sou Psicóloga e me preparei de todas as formas para as dificuldades da gravidez e da maternidade, mas mesmo assim tudo deu errado e estou no fundo do poço.

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Chris disse:

    Sinto muito por td que está passando. Realmente é difícil encontrar alternativas quando nos vemos no meio de um turbilhão de coisas…
    Não se esqueça que “santo de casa não faz milagre”.
    Procure ajuda profissional.
    Procure uma pessoa de confiança para desabafar e talvez ela possa te ajudar a pensar em como lidar com tudo isso.
    Faça um favor a si mesma: não fique sozinha com td isso em mente.
    Abraço no coração.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s