Um dia de cada vez

em

“Sim, eu estou tão cansado
Mas não pra dizer
Que eu não acredito mais em você…”

Talvez esteja faltando eu acreditar em mim…Tem sido complicado querer ser a mãe maravilha, a mulher maravilha ou uma maravilha qualquer. Hoje eu gritei. Eu gritei com uma criança de 1 ano e 1 mês.

Me senti um lixo e chorei abraçada nela. Me sinto exausta, exausta. Eu queria minha mãe. A mãe que eu não tenho mais. Não consigo pedir ajuda, não consigo, e eu preciso. Quero meu psiquiatra, quero roupas novas, queria tomar banho sem ser com o corpo inclinado. Mas eu tô cansada.

Eu achei o máximo que eu não precisaria colocar minha filha na creche enquanto ela ainda é pequena, que meu horário é bom e eu poderia ficar com ela o dia todo. Ela colocou TODOS os papéis da estante no chão SEIS VEZES. Eu juntei só cinco, deixei lá. Ela pediu pra mamar a cada 10 minutos, e eu dei o peito TODAS AS VEZES.

Estou no trabalho e com uma vontade tremenda de sair daqui, no final do expediente, e sumir, sumir pra onde não existam filhos, pratos, panelas, giz nem nada. Eu quero ser uma mãe boa, mas hoje eu gritei e me transformei em algo que não me representa, algo que me fere, eu gritei com um bebê de 1 ano. A mochila da culpa carrego nas costas, metade cheia, de culpa. E não é minha primeira viagem, mas tem sido turbulenta.

Se antes eu não amamentei além do quarto mês, desta vez são treze meses de mamá, de amor líquido, de sentimento de dever cumprido…eu queria muito amamentar prolongadamente. Mas tô cansada, até disso tô cansada. Do marido que quer transar, do marido que respira, do marido que diz que estamos fazendo “nossa obrigação”. Eu tô cansada e isso me deixa com vontade de chorar, quase, quase quase incontrolável. Estou cansada e no trabalho, e duas vezes eu respirei fundo para não chorar. Mas eu não chorei, eu tô aqui, cansada. Depois eu vou pra casa, dar de mamar, abraçar, beijar… acariciar as bochechas fofas. Parece que eu tô vendo essa vontade de chorar virar uma saudade do meu bebê, e eu voltando pra casa, como se eu não soubesse que estou cansada, e ela me dando os bracinhos pra vir pro colo, como se não tivesse me massacrado durante a tarde, como se… eu nem cansada estivesse…

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s