Fingindo ser forte

Analua, 2 filhos, dona de casa Idade: 32 Desabafo Anônimo: Sou casada, tenho 32 anos e 2 filhos bebês. Parei de trabalhar após o casamento. Minha vida conjugal é um inferno, as discussões são diárias, muitas vezes na frente dos filhos. Moro longe de toda a minha família e amigos, não tenho ninguém. Penso em…

Decidi seguir minha vida

Ana,  desempregada Idade: 23 Desabafo Anônimo: Olá Vim aqui desabafar porque estou muito confusa. Primeiramente vou contar minha história. Sou uma mulher que tinha uma vida muito tranquila, só estudava, trabalhava e saía aos finais de semana, nada de problemas sérios acontecia comigo, até pensava comigo, como tanta gente pode ter tanto problema? Então desde…

Crianças com necessidades especiais não precisam de compaixão

Por A MENTE É MARAVILHOSA As crianças com necessidades especiais não precisam de compaixão, precisam de outras atitudes em relação a elas que certamente qualquer pessoa pode oferecer: naturalidade, carinho e compreensão. Ninguém gosta que outra pessoa a olhe com um olhar de pena. Um olhar compassivo pode ter toda a boa intenção do mundo, mas…

Meu filho não é como eu esperava

Receber a notícia de que seu filho nasceu com uma deficiência, síndrome, má-formação seja ela vista a olho nu, ou não, pode ser uma experiência dolorosa para os pais. Já no início da gestação esses medos são recorrentes, as idas as consultas iniciais do pré-natal até  a realização da translucência nucal é um período de potencial…

O amor de mãe não chegou

Bruna Eloise, 1 filho, atendente de telemarketing. Idade: 20 anos Desabafo Anônimo: Olá, fico feliz de achar esse espaço. Bom, me chamo Bruna, tenho 20 anos, e um bebê de 1 mês. Engravidei por acidente, eu e o pai do meu filho vivíamos uma vida louca, baseada em drogas e festas. Após o positivo, paramos…

Tenho medo

Idade: 17 Desabafo Anônimo: Conheci meu atual namorado com 12 anos, ele tinha 14. Começamos a namorar não muito depois disso (ainda tínhamos a mesma idade). Sempre fomos o casal “perfeitinho”: não brigávamos, ele não é ciumento, muito menos eu. Sempre estávamos ali um para o outro, sempre fomos melhores amigos e parceiros em tudo….

Então, só nos resta o RESPEITO!

Juliana, mãe da Laura, nutricionista 30 anos Desabafo Anônimo: Fiquei muito feliz e aliviada com a matéria [sobre aleitamento]. Infelizmente, só consegui amamentar minha filha por 20 dias. Tive muita dificuldade, meus dois seios foram dilacerados, fiquei muito nervosa/frustrada e com isso a produção reduziu drasticamente. Minha filha nasceu com baixo peso e não estava…

Parar de oferecer o peito?

Letícia, 2 filhos, analista 39 anos Desabafo Anônimo: Amamentei meu primeiro filho até os dois anos e meio e tenho uma filha que hoje tem 5 meses. Como trabalho, o pediatra orientou que aos 4 meses eu começasse a dar fórmula e oferecer o peito como complemento. O lado bom é que a neném aceitou…

Amamentava meu bebê longe dele

Três filhos, assistente social 56 anos Desabafo Anônimo: Meu ex marido, quando minha caçula nasceu, zombava de mim e me expunha a constrangimentos diante da família dele pelo fato de uma mama minha estar bem maior que a outra por causa da amamentação. Isso foi uma das histórias mais tristes que guardei como mágoa e…

Acho que não vou aguentar

Guriatã, 1 filho, administradora Idade: 33 Desabafo Anônimo: Meu filho tem 28 dias e ontem ele teve sua primeira crise de cólica. Foi desesperador. Desde então ele só quis meu colo e meu peito. Não pude nem dormir. Por alguns instantes me arrependi da maternidade. Parece que este período não vai passar nunca. Quando sai…

Tudo o que eu não queria foi o que tive

Sofia, 26 anos, uma filha, desempregada. Desabafo Anônimo: Tive uma gravidez espetacular, sem enjoos, sem problemas e consegui trabalhar e me divertir até ao fim da gravidez. Fiz uma ótima preparação,tinha tudo planeado para ser um parto natural sem intervenção. Tive a bebê uns dias antes do Natal. O parto, nem sei o que digo….

Preciso de ajuda, mas não tenho como pedir

2 filhos, 28 anos. Desabafo Anônimo: Um minuto pra pensar, ás vezes um dia inteiro calada, passando o dia todo atordoada, desnorteada, sem saber como lidar com a situação depois que minha filha nasceu. Está com 5 meses. Me vejo sem estrutura, um vazio, sozinha, sem apoio, já que minha mãe não mora comigo e…