Queria me libertar e mais ainda não causar tanto sofrimento pra minha família

Idade: 31

Desabafo Anônimo: Minha história é complicada. Meu problema não é com a minha filha que completou 1 mês de vida há poucos dias. Na verdade estou feliz demais com ela. O problema são as circunstâncias todas que envolvem desde a descoberta dá gravidez até a gestação e agora o puerpério. Sou depressiva. Sempre fui desde criança. Não me acho capaz emocionalmente de passar a força e a segurança que a minha filha precisa para isso. Nunca entendi porque sou tão complicada.

Sofri abuso sexual de um tio, com 9 anos de idade, e sempre me pergunto se foi esse o fato que me marcou e me transformou em uma mulher extremamente insegura e sem auto-estima alguma. Tive sérios problemas com álcool e drogas (era a minha fuga), alguns anos antes dá neném nascer. Minha vida afetiva é uma sucessão de relacionamentos toscos, abusivos e problemáticos.

Com o pai dá minha filha não foi diferente. Sei que posso ser julgada por isso, mas ele é casado e estamos juntos já há quase 5 anos. Há 1 ano atrás a esposa dele ficou grávida e eu fiquei arrasada, quis sair do relacionamento mas me sentia presa a ele por amá-lo demais ou talvez me amar de menos…não sei…acabei ficando, mesmo diante dá descoberta de que ele seria pai. Sofri horrores, ele não me deixou ir e eu também não consegui me libertar. O fato é que acabei engravidando dele poucos meses depois do nascimento do filho. Foi um caos.

Escondi dele por algumas semanas até decidir o que faria. Pensei em tirar mas ao mesmo tempo não queria fazer isso. Eu estava com medo, assustada. A reação dele quando contei foi a mesma : “vamos tirar! Não posso ter um filho com você”. Foi nesse momento que tive certeza de que na verdade eu não poderia, não conseguiria tirar. Ele comprou os comprimidos de Citotec, fingi que tomei e disse que não fez efeito. Por que fiz isso? Tive medo que ele me rejeitasse caso eu dissesse que queria ter a bebê, e assim a vida seguiu.

Passei 9 meses mendigando carinho e atenção, dedicação pela minha gravidez e não tive isso. Antes era bom, nossos encontros eram prazerosos e apaixonantes mas durante a gravidez eu só queria um companheiro, um apoio. Moro com meus pais, estou na minha pior fase profissionalmente e dependendo totalmente deles. Eles me dão todo o apoio e amor do mundo.Me sinto culpada e envergonhada por dar tanta importância para o pai da minha filha e desejar tanto o apoio dele pra me sentir completa enquanto tenho tudo dos meus pais.

Quando ela nasceu eu quis dar um basta, mas ele me disse que ia deixar a esposa pra ficar comigo e só me pediu mais um pouco de paciência. Eu, novamente não consegui me libertar dessa situação. Ele diz que estou abandonando o barco quando finalmente temos uma chance real de ficar juntos de verdade. Tive uma recaída, bebi e bebi muito. Lidar com tudo isso não tem sido fácil pra mim, fraquejei e jogue no lixo anos de progresso. Meus pais perceberam estão arrasados e eu me sentindo o pior lixo do mundo. Sinto vergonha de mim, de quem eu sou. Sinto vergonha de ter destruído a confiança deles em mim, de dar tanto trabalho e despesas pra eles, e agora ainda mais preocupações porque eles acham que essa recaída significa que vou cair na merda de novo e que não sou capaz de criar minha filha. E eu amo tanto ela, ela é a luz da minha vida.

Eu apenas fraquejei, eu caí. Não sei o que fazer, não sei como resolver isso. Ele esconde até hoje dá família dele que tem uma filha comigo. Vem visitar a neném umas 2 vezes, por semana no máximo. Continua casado e alega que ainda não saiu porque o filho precisa dele. Quando digo que a nossa bebê também precisa e cobro que ele seja mais presente ele faz eu me sentir péssima porque diz que tento fazer ele se sentir culpado. Estou cansada, com medo, envergonhada e só queria ser outra pessoa. Alguém normal, alguém que se ama, mas não consigo. Me sinto presa e perdida. Queria me libertar e mais ainda não causar tanto sofrimento pra minha família. Olho pra minha filha e sinto uma culpa terrível por ter bebido de novo. Ela não merece uma mãe assim, meus pais não merecem uma filha assim.

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. Luísa disse:

    Opinião de quem viveu uma história parecida,mas no caso eu sou a esposa e meu esposo teve uma filha com a amante,posso te dizer q dificilmente esse homem vai deixar a família por vc ,o meu não deixou é hj estamos vivendo tentando juntar os pedaços as vezes tenho vontade de deixá-lo mas me falta coragem,enfim vc é jovem tem toda uma vida , siga e tenha certeza q Deus colocará boas oportunidades em seu caminho mas pra isso precisa encerrar esse ciclo pra q um novo comece,ame -se em primeiro lugar, não trate como prioridade quem te trata como opção,Deus te abençoe

    Curtir

  2. Loris disse:

    O primeiro compromisso desse homem é com a família dele. Acabe de vez com isso. Concentre-se em criar sua filha e trabalhar. Fique mto próxima dos seus pais. Faça terapia. No futuro vc estará mais forte e pronta pra um relacionamento verdadeiro e saudável.

    Curtir

  3. Pamela Miranda disse:

    Olá, acho que primeiro você precisa dar um basta nesse ser que se auto-denomina homem. Busque na sua filha a força que você precisa, seus pais estão ao seu lado, e eles são os únicos que estarão ao seu lado aconteça o que acontecer. Busque a ajuda dos AA e faça terapia para melhorar sua auto estima. E saiba que Deus tem o melhor para você e sua filha. Não peça para o pai dá sua princesa largar a família, porque não vai acontecer, se ele não largou em 5 anos, não vai ser agora com um filho que ele vai fazer isso. Busque ajuda e vá viver a sua vida. No mundo tem muito homem bom que vai te dar o valor que você merece. Bjs e força.

    Curtir

  4. Denise disse:

    Mana, procure um bom terapeuta e vá com calma. Parece demais agora. Vamos uma coisa por vez. Encontre um bom psicológo em quem você confie e se dedique ao tratamento. O resto de resolverá, aos poucos, a partir daí.

    Curtir

  5. Alana disse:

    Sua filha e a luz que vc precisa para sair desse círculo que te destrói e machuca. Apenas viva um dia de cada vez. Saia dá vida deste homem q te faz tão mal. Procure ajuda. Seus pais serão muito mais felizes ao verem vc bem e saudavel. Não se culpe. Reaja. Sua filha vem pra te mostrar o quanto é bom ser mãe e vc pode ser feliz querida. Acredite em vc.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s