Decidi seguir minha vida

Ana,  desempregada

Idade: 23

Desabafo Anônimo: Olá
Vim aqui desabafar porque estou muito confusa. Primeiramente vou contar minha história. Sou uma mulher que tinha uma vida muito tranquila, só estudava, trabalhava e saía aos finais de semana, nada de problemas sérios acontecia comigo, até pensava comigo, como tanta gente pode ter tanto problema? Então desde o início de 2016 conheci uma pessoa que eu amo e estamos juntos. Foi tudo muito rápido porque ficamos, namoramos e ficamos noivos no mesmo ano, mas o problema não está ai, claro rs. Minha mãe e meu pai sempre estiveram juntos, desde que me lembro de quando era criança, mas ano passado algo aconteceu. Meus pais se separaram, depois de 26 anos de casamento, sei que é normal isso hoje em dia, mas ainda sim, tem alguns problemas nisso: vou continuar, minha mãe traiu meu pai e ele a expulsou de casa a gritos, eu que presenciei tudo isso  me envolvi, fiquei quase louca nas brigas e discussões, e tive que ajudar, pois não conseguiria deixar tudo acontecer sem fazer nada. Pois é, ela saiu, foi pra casa de um parente, disse pra eu não ir com ela , nem meu irmão, porque poderia ser algo ruim nessa situação, mas eu não queria ir, porque não estava pensando bem nas coisas e estava confusa, e a casa era minha há 10 anos eu não queria abandonar pra morar de favor em casa de parente da minha mãe. Então fui visita-la sempre que podia e voltava sempre com os olhos cheios de lágrimas, eu era muito apegada nela, e nunca tinha me separado  assim, a ponto dela morar em uma casa e eu em outra. Foi quando ela disse que havia encontrado uma casa para morar, eu queria saber como era, mas ela não deixava eu ir lá, tinha medo do meu pai descobrir e tentar mata-la, era o que ela dizia, que ele iria mata-la. Então eu ia encontra-la sempre na igreja a tarde, e enquanto tudo isso acontecia eu namorava meu atual marido, cheguei a contar a história a ele. Até que um dia minha mãe me convidou pra ir na casa dela e me contou que morava com alguém, que mais tarde descobri que era o amante da traição, fiquei triste, mas sabia que ela não tinha como viver sozinha, já tem 42 anos e nunca trabalhou e seu único filho ficou com o pai, então ela não tem dinheiro algum, só o da separação, mas acredito que já está acabando, pois quem está com ela trabalha em serviços que não rende muito dinheiro e não sei como eles fazem com as contas. Esse homem decidiu assumir minha mãe também quando soube que ela estava grávida, foi um choque saber disso, ela descobriu com quase 4 meses, e fiquei mais preocupada ainda, mas o pior é que ela não sabe quem é o pai, se é meu pai ou o amante, o bebe nasce esse final de semana. Mas o problema que me envolve é o seguinte, eu casei e estou indo morar em um estado bem distante da minha cidade, e eu e meu marido precisamos ir embora, pois precisamos organizar nossas vidas lá, e eu preciso arrumar um trabalho onde vamos morar. Minha mãe já esta dando indiretas que não sabe se quer ficar com o amante mais, e parece que ela quer que eu fique, mas eu não posso, pois meu marido trabalha  aonde vamos morar e ele trabalha em órgão público e não pode sair de lá agora, não posso deixa-lo e ficar, pois já até me inscrevi em num faculdade, e vou começar as aulas já. A pergunta que eu sempre me faço é se eu deixa-la sozinha nessa situação estarei sendo má com ela?Quero constituir família, quero ter uma vida ao lado do meu marido e não posso leva-la, pois morarei com minha sogra, e ainda tem um irmão de 13 anos que quer ficar com a mãe, mas ela não tem condições de ficar com ele, ai ele ficaria com o pai, mas meu pai tem descontado muito a raiva que sente da minha mãe  em mim e no meu irmão, porque nós não ficamos contra nossa mãe, porque a amamos. Estou triste de deixar meu irmão, minha mãe, esse novo bebê que vem, mas decidi seguir minha vida ao lado do meu marido. Estou errada?

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Ciléia Nascimento de Sousa disse:

    Sua mãe que precisa dar um rumo para vida dela. Ser responsável…Toda ação sempre leva uma reação. Ela muito provavelmente não Você não tem nada com isso. Sua responsabilidade é com a sua vida. “Sua coluna foi projetada apenas para levar seu corpo. Evite os pesos extras, que a falsa interpretação do que seja caridade pode lhe trazer. Ajudar não significa isentar os outros da responsabilidade que lhes cabe. Auxiliamos mais quando caminhamos lado a lado. Para cada ombro a própria cruz.”
    Adeilson Salles

    Curtir

  2. Não, de forma alguma. Ela é adulta para assumir as consequências das decisões que ela tomou. Será bom até para ela amadurecer. Viva a sua vida com tranquilidade.

    Curtir

  3. GABRIELA BARREIEO disse:

    Olá

    Desculpe, mas sinceramente quem me preocupo mais é o bebê e seu irmão de 13 anos.
    Acho que você deveria pensar mais neles acima de qualquer situação.
    Pois são crianças e inocentes….
    Sua mãe na verdade tem.que segurar a onda disso tudo.
    Por acaso ela sofria alguma coação de seu pai? Ou era infeliz? Ou ele judiava dela?..
    Por que temos que assumir as responsabilidades de nossas vidas.
    Você não é responsável por ela.
    Mas por favor, preze pela vida das crianças..
    Seu irmão pode crescer revoltado, entrar no mundo das drogas e não voltar mais.
    E esse bebê?! Ela o está amando?!..
    Cuide deles por favor… Sua mãe precisa se posicionar e assumir as responsabilidades dos atos dela.
    Deus abençoe
    Procure falar com Deus… Ele terá a resposta pra você e te trará a solução… mas de novo, Pense nas crianças..
    Beijis

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s