Eu busco força pra me manter e manter meu filho de pé

Jessica Ducla, 1 filho (9 anos), professora

Idade: 27 anos

Desabafo Anônimo: Olá. Sou mãe, sempre quis ser mãe, porém não sabia o quanto é difícil ser mãe. Fui casada por 11 anos com o pai da criança  e eu sofria agressões psicológicas e algumas vezes físicas também.  Suportei tudo isso em prol da família e porque ao lado do pai da criança eu achava q conseguiria criá-lo melhor. Para cuidar do filho era somente eu: eu que estudava com ele, eu que trocava as fraldas, eu que levava ao médico, eu que fazia tudo. Nós dois trabalhávamos, mas o pai tadinho, precisava descansar, enquanto eu tinha que fazer minhas tarefas como mãe, como esposa e como dona de casa. Afinal, eu escolhi casar, né?

Os anos foram passando, até que hoje não estamos mais juntos. Ele me traiu e queria que eu aceitasse a traição, as saídas dele com os amigos enquanto eu tinha que ficar em casa cuidando do filho. Eu disse que não aceitaria isso, até que ele me ameaçou, dizendo que se eu não fosse dele não seria mais de ninguém. Fui procurar a justiça, onde determinaram o afastamento dele da casa. Ele se afastou da casa, porém quebrou a casa toda, os móveis… Não sendo suficiente, continuou me humilhando nas redes sociais, me mandava mensagens me ameaçando, não paga a pensão do filho. E ainda por cima arrombou minha casa, quebrando os brinquedos do filho, levando o dinheiro que seria para uso do filho… e o filho, em prantos, diz que não aguenta mais passar por tudo isso. Eu busco força pra me manter e manter meu filho de pé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s