Amo minha filha, mas não gosto de ser mãe

Idade: 32

Desabafo Anônimo: Perdi meus pais cedo e desde então aprendi a me virar sozinha. Quando conheci o pai da minha filha estava vulnerável pela morte de minha mãe,  e ele fora desde a infância interessante aos meus olhos. Resolvi dar uma chance, porém não admitia parar uma vida por um relacionamento.

Aos poucos ele se mostrou agressivo e eu o fui perdendo, essa sensação de perda não me cabia mais e num “descuido” engravidei. Ele me deixou grávida, me bateu, me perseguiu e entre tantos acontecimentos já se passaram 10 anos. Nesse tempo fiquei desempregada, ele desapareceu e eu hoje crio e sustento uma filha sozinha, sem poder sair ou ter uma vida. Hoje tinha um encontro e já perdi as contas de quantos perdi por causa dela, amo minha filha, mas não gosto de ser mãe…

Estou cansada da responsabilidade toda pra mim, estou cansada de não ter com quem contar, sou cobrada por nunca mais ter tido um relacionamento, mas de que jeito se minha vida se resume ao trabalho e filha?… Sou julgada porque sou fria e muitas vezes distante, já me chamaram de amargurada e coisas piores… não vejo perspectiva… não tenho mais sonhos… auto estima já não existe há muito tempo e sinto que o tempo passa enquanto observo de uma janela fechada… cometi muitos erros mas queria ter uma chance… queria ter um tempo, meu tempo, só meu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s