Não sei se me isolo ou se me forço a aceitar a ideia de que vou ter um filho

19 anos.

Desabafo Anônimo: – [ ] Dia 27/12/2016, recebo a notícia que destrói por inteiro toda a felicidade que eu ainda tinha vinda do Natal, fico desesperado, sem saber pra onde correr, com quem falar, o que fazer, minha ficha só foi cair à noite, tudo o que eu sabia fazer era pensar em alguma forma de fugir disso e chorar. Não quero que meus pais fiquem sabendo disso, se isso mesmo for certo, eu tenho certeza que a notícia vai trazer mais desgosto do que eles possam sentir de mim. A única vontade que eu tenho desde as 15:50 do dia anterior é de morrer. Morrer sim, porque eu não estou apto para ver minha família sofrer mais uma vez por burrada minha, porém também não estou preparado para me despedir deles! A mulher que eu amo está envolvida até o pescoço com isso, eu não tenho pra onde fugir, não sei se me isolo ou se me forço a aceitar a ideia de que vou ter um filho, eu me odeio por isso, eu sinto ódio de mim, eu desejo a morte para mim mesmo, esse é o meu único desejo, morrer. Já fiz tanta merda nessa “vida”, que de vida não tem nada, que não me importo de morrer, seja do jeito que for, sei que vou estar colhendo o que eu cultivei, a morte! Cultivei morte ao ser um péssimo filho, ao ser um péssimo irmão, ao não ser uma boa pessoa. A morte nem sempre vem para o mal, no meu caso ela viria para o bem, apenas para mim, porque eu sei que minha família sofreria, e uma grande quantidade de amigos também, de uma forma ou de outra, vivo ou morto, muitas pessoas sofreriam, eu só não tenho certeza se morto eu também sofreria, e pra ser bem sincero eu tenho muita vontade de descobrir. A dor e a aflição que sinto por dentro me privam de sentir qualquer sentimento bom, é uma coisa que me destrói aos poucos, não é um sofrimento qualquer, é um sofrimento de sentir o sofrimento do outro junto ao teu é saber que apenas você é culpado por aquilo! A morte cairia como uma luva para mim. Tentei suicídio por meio de remédios de pressão e coração, meu maior medo é de não dar certo.

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Ellen disse:

    Se vc tem consciência que não foi uma boa pessoa, nem um bom filho ou um bom irmão, já é o mais importante. Reconhecer nossos erros. Tente pensar nisso como uma segunda chance, uma oportunidade. Seja pai. E tente usar o amor que vai surgir na sua vida tentando melhorar, mudar suas atitudes. Tudo passa. O sofrimento também. Vc consegue!

    Curtir

  2. Raquel disse:

    Tive a filha com 19 anos, foi barra na época, todos me.viraram.as.costas, inclusive minha família e o pai dá criança. Passei fome grande parte dá gravidez, vivia de piedade. Tentaram tirar minha filha de mim, mas não permiti. Criei ela sozinha e hoje ela tem 24 anos e é uma mulher linda, cheia de sonhos. Não abdiquei dos meus sonhos, apenas demoraram um pouco mais. Hoje sou pós graduada, concursada e tenho uma vida tranquila. Meu conselho: seja pai.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s