Tenho medo da maternidade

27 anos.

Desabafo Anônimo: Eu sempre quis ter filhos. Desde que me entendo por gente, sempre quis gerar, criar, educar uma criança, e ter até mesmo os ataques que a minha mãe tinha na minha infância, gritando pela casa se podia devolver a mim e aos meus irmãos porque não aguentava mais de cansaço. Eu queria ter filhos aos 20, mas por causa da vida acadêmica adiei para aos 22, porque já estaria formada. Fui adiando por causa do trabalho, dos relacionamentos, dos compromissos e hoje estou com 27 e sem nenhum filho gerado por mim. Finalmente chegou a hora! Tenho um marido que é um parceiro de vida, temos estabilidade financeira, tenho uma carreira. Mas agora, eu também tenho medo. Vejo pessoas tratando mãe como parideiras do Estado. Vejo grávidas sem direito a voz e escolha porque as pessoas tendem a pensar apenas no bem estar da criança e jogam no lixo os sentimentos da mãe. Todos se metendo, dando opinião, tentando prevalecer o “quando eu tive filho era assim”, “eu tenho mais experiência”, “eu li em artigo”. Eu sou enfermeira, tenho que me cuidar pra não fazer o mesmo, pois nem sempre o que eu estudei é lei. Eu sei que nenhuma verdade é absoluta e é muito difícil segurar o ímpeto de já sair tagarelando sobre a pega correta do peito, o preparo das mamas, sobre qual parto é melhor e bla bla bla. Mas quando eu penso que eu não quero que ninguém se meta quando eu for mãe, eu calo a boca. Eu queria fazer parto domiciliar e cada vez que falo isso, vejo uma enxurrada de críticas por cima de mim. Tenho muito medo de estar no hospital. Aí vocês podem pensar “ah, mas ela não é enfermeira? Não confia nos colegas?” – não, não confio. Tenho medo de meu filho ter seu primeiro contato com um tubo de aspiração ao invés dos meus braços, tenho medo de cortarem o cordão umbilical imediatamente após ele sair de mim, mas o pior: eu tenho medo de falar as minhas angústias, fazer meus pedidos sobre o cordão, sobre o meu toque ser prioridade antes de alguma aspiração, e não ser ouvida. Tenho medo de gritar pedindo alguma ajuda e ninguém pensar em mim, só no bebê. Tenho medo de me sentir humilhada se estiver com dor e escutar alguém falar que na hora de fazer eu não pensei na dor ou que não doeu tanto. Eu tenho medo de ver nos meus colegas os profissionais que eu sempre abominei, mas que vejo por aí todo dia. É só olhar alguma notícia ou matéria sobre parto domiciliar pra encontrar eles: os justiceiros do bisturi – lutando pela episiotomia de cada dia. Eu tenho medo de tentar fazer doutorado depois da maternidade e ser condenada por estar “abandonando” meu filho e estar pensando em mim. E eu também tenho medo de perder meu marido, porque eu entro em pânico com a ideia de deixar meu filho com algum desconhecido que encha ele de açúcar pra parar de chorar enquanto eu saio com meu marido pra ter uma noite só nossa. Eu tô pensando se quero realmente gerar um filho. Tenho medo da minha vida pós maternidade. Tenho medo de que esqueçam que além de mãe eu vou continuar sendo uma pessoa. E pior: eu tenho medo de me esquecer disso também. Será que minha vida pós maternidade vai ser vida ou vai virar sobrevivência?

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Ane disse:

    Querida, não se aflija. Eu tinha muitos medos também e a medida que o parto se aproximava mais apreensiva eu ficava. O que me ajudou foi fazer o meu plano de parto e protocolar no hospital plano B. Mas o meu plano A foi um sonho… Eu pari numa casa de parto pelo SUS e foi excelente.
    Sobre a gente não ser mais tão importante é verdade. Mas não é algo que as pessoasuas precisem nos impor, mas nós mesmas passamos a priorizar o bebê. Claro que existem coisas ruins na maternidade, mas quando a gente vê o bebê sorrir… ah… A gente esquece um monte de coisas ruins. Fique calma, mentalize um bom parto pra vocês, busque um local pra parir que lhe dê segurança e fica bem. Boas vibrações pra você.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s