Eu cansei!!!

Grávida, Estudante de Psicologia, 24 anos.

Desabafo Anônimo: Não posso reclamar demais da minha vida, mas cansei, perdi 2 bebês que eu amei, desejei e planejei desde sempre (um com 5 semanas e um com 12 semanas), tenho um marido maravilhoso e agora por muita sorte estou grávida novamente e meu bebê é perfeito, ele nasce em novembro, e com ele com certeza minha felicidade renasce! E quem se importa com isso? Só eu e meu marido mesmo! Meu cansaço é em função da minha família, meus pais se separaram quando eu tinha 5 anos, fui criada pela minha avó, um pouco na casa de cada parente, pra lá e pra cá, não tinha ninguém que me levasse ao parque, andasse de bicicleta, me cuidasse enquanto corria na rua por que a coitadinha da minha vó já tinha a saúde frágil naquela época. Mas, mesmo assim fez o melhor que pode, cresci frustrada, meu irmão 10 anos mais velho sempre causou problemas, eu que deveria ser a adolescente uns anos atrás nunca me dei ao luxo de aprontar nada porque sabia que não tinha ninguém para resolver meus problemas ou meus passos em falso.

Minha adolescência se resumiu aos estudos, virei adulta aos 18 anos, entrei na faculdade aos 17 com bolsa integral, me mudei, paguei aluguel, comi muito macarrão instantâneo pra não ter que pedir dinheiro para ninguém e nem conseguir dinheiro de maneira errada, e o que eu ganho em troca? Meu pai casou outras duas vezes além do casamento com a minha mãe e fez ao todo 6 filhos, 2 somos eu e meu irmão “revoltadinho da vida aos 34 anos” (brigão, problemático, o adolescente de meia idade, tem 2 filhas e não cuida de nenhuma), outros 2 filhos (meu pai descartou de vez, não procura, não cria, nunca viu, não paga pensão, não faz NADA e nem faz de conta) outros 2 (um menino de 11 e uma menina de 8) moram com meu pai, pois a mãe deles foi embora e os deixou lá e aí sobra pra quem? Reuniões da escola? Sobra pra mim. Médico? Sobra pra mim. Falta de educação, falta de disciplina, ordem, limites, comprar roupas, concertar o video game, dizer um NÃO quando precisa? Sobra pra mim! Sou eu quem olho os cadernos, eu quem brigo, eu quem aconselho, levo para tomar sorvete, tudo eu!

Ligar para empresa de TV a cabo do meu pai para resolver o canal que não esta funcionando? Sobra para mim. Marcar horário com o advogado do meu pai para resolver problemas dele? Sobra para mim! Minha irmã pequena pediu uma luva para o inverno e meu pai disse “não demora para comprar tá? Faz tempo que ela está pedindo” Peraí né gente! QUE PAI É ESSE? Tua filha pede uma luva e tu espera tua outra filha aparecer para dar uma luva pra ela? Lembro uma vez que perdi o ônibus para faculdade e tinha prova, liguei apavorada e implorei “pai me leva?” ouvi um “agora não posso”, sentei na parada de ônibus e chorei! Mil vezes ele não podia, cada esposa nova, cada filho novo, ele não podia mais para mim, não tinha tempo para mim, fui abandonada emocionalmente e ele só lembrou de mim quando se viu sozinho com 2 crianças para criar! Meu telefone tocava mil vezes por semana com problemas deles, vendi meu celular, hoje não tenho telefone, cheguei ao limite! Eu ia lá na casa deles todo final de semana, perdi aulas porque recebi ligação do meu pai pedindo socorro porque as crianças estavam se agredindo literalmente dentro de casa e ele não sabia o que fazer, meu irmão tinha 9 anos e se sumiu um dia de bicicleta, eu dirigi por 3 horas procurando ele na rua e quando dei aqueeeeeeele sermão nele meu pai brigou comigo e chamou ele de coitadinho!

Fiquei doente, perdi meus bebês, fui internada com pedras na vesícula, quem estava lá? Meu marido, ninguém mais! Cansei, cansei de arrumar advogado para tirar meu irmão mais velho da delegacia por causa de brigas na rua ou em jogo de futebol, cansei de cuidar dos menores como se fossem meus, cansei de atender minha mãe aos prantos reclamando do meu padrasto bêbado, eu cansei! Será que sou egoísta? Estou grávida e ninguém quer saber como estou, só aparecem para pedir alguma coisa, algum favor, meu marido ainda tem celular (claro né não podemos ficar incomunicáveis com o mundo) mas agora me pergunta se alguém liga pra saber de mim? Não. Não querem saber se meu filho tem as coisas (graças a Deus ele tem), em 5 meses de gestação não ganhei nenhum par de meia de presente deles (claro né eu “tenho tudo, eu vivo bem, eu vivo com conforto” só que eles não veem que trabalhamos muito pra isso), não é pelo presente sabe? É pelo interesse que as pessoas demonstram quando te dão uma bala ou um chocolatinho entendem? Será que sou egoísta? Estou errada em querer cuidar da minha vida? Me mudei de cidade, hoje moro a 120 km de distância da maior parte da minha família e isso ajudou muito, maaaaaas supreeeeesa minha gente! Meu pai se mudou para uma cidade a 20 km de mim! Não tenho mais condições psicológicas pra isso, amo meus irmãos, mas não sou mãe deles, só o que posso fazer é rezar pra que tudo dê certo, para que eles sejam fortes e para que eu consiga assumir meu papel DE IRMÃ, quero cuidar de mim, da minha vida, do meu filho, quero dedicar meu tempo a quem se dedica a mim… Estou sendo ruim?

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Ane disse:

    Você não está errada. Eu sei que para você sua família é importante, mas hoje você precisa olhar para o seu filho e para o seu marido que são as pessoas que constituem sua família agora. Ao cuidar do seu pai e dos problemas dele o seu marido e seu filho ficam como? Bom parto pra você. Muita luz.

    Curtir

  2. vanessa disse:

    Não está errada. Se ame e se cuide. Agora vc precisa estar inteira pro seu bebê. Muita luz pra sua vida e pra sua família!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s