Seguindo em frente

Desabafo Anônimo: Tenho 24 anos e uma filha linda, Iasmin Vitoria, que vai fazer 9 meses dia  03/06/2016, de um falso relacionamento, mas não por minha parte; porque foi isso que aconteceu um falso relacionamento, digamos assim. Não fiquei com o pai dela. Mas essa não era nem a questão… A questão era que estava grávida sozinha.

Em setembro conheci meu TAL ‘namorado’ assim ele dizia! Era lindo de se ver a maneira com a qual ele tratava meu pequeno e principalmente a atenção que tinha comigo, era sim o homem ‘perfeito’ ao meu ver, não tinha o que reclamar dele. Em  meio ao relacionamento que  já durava um  mês descobri que ele tinha outra namorada, sim ele namorava eu e outra, porém ele namorava a outra antes, me tornado “a  outra”. Não podia  aceitar, quis terminar, estava decidida, mas não consegui em meio a choros, ele me implorou, ajoelhou aos meus pés, passou mal e acabei fraquejando… E continuamos, mas sempre falava que não daria certo que não queria um relacionamento assim, ele falava que não iria nunca me deixar que me adorava… Blá blá blá blá blá  sempre eu falava que não era certo fazer isso e que mulher nenhum merecia isso… Em dezembro, brigamos e falei que não iria viver assim, então coloquei fim, mas não imaginando eu que teria uma surpresa: estava grávida! Nem acreditei e acreditei menos ainda quando ele me pediu pra tirar… Meu mundo desabou, mandei a mensagem pra ele e quem viu!??? A
tal namorada dele, aí pronto não deu outra… A confusão foi grande, ela me ligou xingando. Fiquei alguns dias sem falar com ele, cabeça a mil, quando consegui falar com ele: “Precisamos resolver até porque não fiz filho  sozinha”, ele chorava, me pedia desculpas, às vezes me xingava… Aff…

Até que decidi seguir e esquecer, então meu celular toca e quem é!!????? ELE! De começo fui rude, grossa, mas no meu estado, meu emocional mega abalado, a vida já não estava sendo fácil, pois estava sem casa com um filho e grávida. Meu Deus, o que fazer!??? Não atendia, mas ele insistia, arrumei emprego, estava indo bem e ele vem e acaba com tudo. Falando que estava solteiro, que ela tinha largando ele, que a namoradinha não tinha perdoado ele; não  acreditei, mas todo dia ele me ligava. Achava estranho, então ele pediu pra que eu fosse vê-lo, sinceramente fui com  intenção para resolver a situação, ele queria que eu passasse  o final de semana lá, então aceitei, assim comprovaria se ele estava realmente só. Mas prometo a Deus e pelos meus pequenos, ele disse que havia terminado com a tal namorada, mas a história não era bem essa, eles não terminaram nada ainda por cima, ela apareceu lá onde estávamos, não conseguia acreditar… Meu Deus ele é um monstro mentiroso… Foi uma confusão! Ela queria me bater, ofensas! Não gosto nem de lembrar, eu ali frente frente estava congelada. Com a tal namorada, como ele havia dito que terminou!? Cachorro! Fui embora aos prantos depois de trocarmos ofensas, mas fiz ele me levar até o metrô… Ele não falava nada… Só me olhava… Eu estava com tanto ódio… A tal namorada dele foi atrás com a avó dela, mas nem nos encontramos, ele não deixou, voltei para casa arrasada novamente. Fiquei desesperada, pois teria um bebê, não tinha casa, ajuda, ainda com outro filho… Cheguei, dormi, ou pelo menos tentei…

Era no sábado, quando foi no domingo, mandei mensagem pra ele, xinguei ele, perguntei o que seria feito… Não queria essa criança… Estava louca quando disse isso e quem  me responde!?  A tal  namorada, ai meu Deus! Foi toda grossa falando que Diego não era médico, para eu me virá, meu sangue ferveu, começamos trocar mensagens, por fim que chegamos  a  um entendimento. Que chegou a uma ligação nos falamos, por horas expliquei, tudo que ela me perguntou respondi, não mentir em nada e ela me respondeu, disse que iria me ajudar, queria até me encontrar… Quando foi passando as horas ela tornou a me ligar, imagina a situação em vez dele ser homem e falar comigo, a tal namoradinha que estava falando comigo, que ele havia me dito que era ex dele. Ali falando que iria me ajudar falando que ele estava com remédio, que era para eu pensar, então xinguei e falei que não faria… Depois disso não liguei mais… Nem ele me ligou nem ela, assim foi, ele simplesmente esqueceu que havia um bebê com sangue dele dentro de mim… Então segui minha vida, Deus me ajudou.

Então decidir ter esse bebê, com todo o acontecimento passei muito mal, perdi o emprego, estava ferrada. Ele não iria assumir nem me ajudar. Mas Deus foi maior e abriu caminhos segurou na minha mão me ajudando em tudo que foi preciso, e ainda está me guiando! Colocou pessoas maravilhosas em meu caminho para me ajudar nessa caminhada tão difícil, nesse sofrido caminho a percorrer. No final tudo foi se ajeitando, aliás era um recomeço… Tratei de seguir e esquecer esse pai a quem hoje agradecer  a Deus por ser pai… Mesmo tendo abandonado um filho… Está lá com a tal  namorada, hoje esposa, a quem engravidou… Formou família, de coração espero que sejam feliz que Deus abençoa… Porque perdoei pelo mal causado a mim, à minha pequena… E espero que ela nunca procure ele….

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s