Meus dois anjos, preciso superar

Anna, 30 anos, 3 filhos, 2 anjos


Após 5 anos de casados eu e meu esposo decidimos que era hora de ter um flho. Parei com anticoncepcional e após 1 mês descobri que estava grávida! Fiquei muito feliz, todos ficaram, família, amigos…. Com 5 semanas fizemos uma USG e pra nossa surpresa, gêmeos. A felicidade dobrou! Me sentia a mulher mais especial do mundo, e infelizmente com 10 semanas meu sonho se foi, sofri um aborto espontâneo… Meus filhos tão amados se foram e me senti castigada: por que eu? Fiz tudo certinho, me cuidei ao máximo, os amava tanto…Passei por todas as fases do luto, culpa, raiva , negação, não aceitava de forma alguma a perda, ainda mais de 2….Dói até hoje.

Dois meses após o aborto, descobri uma nova gravidez. No início fiquei apavorada, só relaxei um pouco após as 12 semanas. Minha gestação foi linda, perfeita, nem enjoo eu tive… Até que com 33 semanas descobrimos que meu colo estava apagado, o nível do meu líquido amniótico estava baixíssimo e meu filho já estava em sofrimento. Fiquei internada por dois dias pra reverter o problema e eu sempre positiva que tudo daria certo! Mas não deu, com 33 semanas e 3 dias fui submetida à uma cesárea de emergência. Não deixaram entrar acompanhante no parto, o pediatra que iria acompanhar o nascimento foi muito direto comigo, falou que meu filho poderia nascer parado e que fosse necessário iria reanimar, entubar e tudo mais. Entrei em estado de choque, só me lembro de flashes, o anestesista gritando com o médico pra tirar logo, porque tive um grande sangramento, o obstetra dizendo pra cortar mais, porquê o bebê não estava saindo, a enfermeira com um olhar assustado….Meu filho nasceu, chorou, o pediatra só deixou eu dar um cheirinho nele e o levou direto pra UTI de outro hospital. Ele ficou por apenas 7 dias, foi horrível, mas passou. Tive depressão pós parto, queria morrer, se não fosse pelo meu filho e pelo carinho do meu esposo, não sei o que seria de mim. Hoje meu filho já vai fazer 2 anos, mas me sinto incompleta, me sinto uma péssima mãe, porque não fui capaz de manter meus filhos na minha barriga, meus gêmeos se foram e meu prematuro sofreu tanto na UTI, até hoje ele tem pavor de médicos. Preciso superar isso, mas sinto que nunca vou conseguir….

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Querida, entendo seu sofrimento, mas tudo tem um tempo certo para acontecer, faça a sua parte, se esforce, viva, dê muito amor ao seu filho, com o tempo essa dor amenizará. Não exite em buscar ajuda psicológica e conte conosco para o que precisar.
    Abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s