Obrigada, minha bonequinha

Ronara, 31 anos.

E então  você vê o seu sonho diante dos seus olhos, naquela telinha de ultrassom, e ouve do médico: infelizmente sua bebê não tem mais batimentos cardíacos… Silêncio, dor, angústia, desespero, sofrimento… São tantos sentimentos misturados com lágrimas, e tantos porquês…
Aí vem o médico e me diz que eu teria que internar para o parto. Passaram tantas coisas na minha cabeça, ainda estão, e sei que vai ser assim por muitos dias e meses. A noite foi longa, foram 16 horas de dor. Fora a dor no coração que me consumia segundo por segundo. Meu marido nem lágrimas mais tinha. Como eu desejei que tudo fosse apenas um pesadelo, mas infelizmente não era. Ligações, mensagens de conforto… Nada disso aliviava minha dor. Meu coração está sangrando. As dores aumentam, eu sinto a necessidade de fazer força,  ela vai nascer…. Dor…medo…lágrimas… Ela nasceu, são 7:54 da manhã, dia 11/11/2015  um lindo dia lá fora,  mas em mim tempestuoso. Nublado. Dolorido. Ela é maravilhosa, toda perfeita. Minha cópia perfeita, a coisa mais linda que já havia visto em toda minha vida. Um cheirinho tão bom… Mas ela não chorou (” chora meu amor, por favor”, e nada). Mas dentro de mim havia muito choro, barulho e dor. A dor de uma mãe que sabia que sua bebezinha estava ali, tão linda, tão perfeita, mas sem vida. Por que isso aconteceu comigo? Por que ela se foi? São tantos sentimentos misturados. Será que sou culpada? Eu a fiz sofrer? Hoje, nesse momento, eu não tenho as respostas para isso. Mas espero que elas venham depressa, porque a dor de perder uma parte de você é horrível. Espero que Deus me conforte, que conforte meu marido, pois o sofrimento só cresce a cada hora que se passa sem ela aqui. Ela era o melhor de nós e assim será. Agradeço a Deus e a Nossa Senhora Aparecida por terem me dado ela, por sentir ela em meu ventre, sentir ela dançar e brincar, nada no mundo paga isso. Obrigada minha bonequinha, minha pequena, minha Laryssa, obrigada por ser o melhor de mim e do papai. Ajuda o papai do céu na difícil tarefa de confortar a gente, está tão doloroso sem você aqui, mas sei que vamos conseguir. Deus sabe o que faz, e nós confiamos muito Nele. Vai com Deus minha branquinha, minha linda, nós te amamos Laryssa. Obrigada por nos mostrar o real significado da palavra amor!

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Vanessa disse:

    Me identifico demais com todos os depoimentos, só quem passou por isso sabe o que é esse momento do médico te olhar e falar que não tem mais batimentos.

    Curtir

  2. gisele mendes disse:

    Parabéns por divulgarem essas lindas histórias de Mamães de Anjos, que merecem todo nosso respeito…consideraçao! Que Deus possa confortar a todas , infelizmente me faltam palavras pra expressar meus sentimentos! Pois tb tenho uma irma que amo mto e tb é uma mamãe de uma anjinha lindaaa

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s