Como engravidar após a perda gestacional?!

Querida Luana Sans Guida, sentimos muito pela sua perda! Independente da idade gestacional o luto existe e precisa ser reconhecido pela sociedade, já que o sofrimento da dor da perda está vinculado a intensidade do amor construído com o bebe, estando ele dentro ou fora da barriga.

A vinculação com bebê está relacionado com sonhos, planos, desejos, compartilhar e troca das emoções advindas com a gravidez com o companheiro (a), familiares e amigos, não tendo relação com o tempo de gestação.

Logo, percebemos o quanto vc, querida Luana, está fortemente vinculada ao seu filho, que estava sendo ansiada, amado e planejado, através do seu relato emocionante.

Obrigada por compartilhar conosco suas sinceras emoções! Parabéns pela gestação da Isis! Você será pra sempre mãe do filho que perdeu e da filha que está carregando.

Você não fez lembrar de artigos que sugerem um intervalo de aproximadamente 1 ano entre uma gravidez perdida e uma nova gestação, pois existem estudos que apontam a possibilidade de perdas sucessivas quando se engravida logo após uma perda gestacional. Não sabemos as causas, mas acreditamos na importância de um tempo, que é subjetivo sabemos, para conseguir elaborar minimamente a perda do filho, para que seja possível vivenciar a nossa gestação com mais plenitude, diferenciando da gravidez anterior. Pois cada filho e gestação são únicos.

Conte conosco!

Juntos somos mais fortes e esperamos manter nosso espaço de cuidado, acolhimento, respeito, empatia, solidariedade a dor do luto do outro.

Do Luto à Luta


O ano de 2014 foi marcado por momentos intensos, felizes e tristes.
Me casei em Março a presença de amigos e familiares. E graças a Deus foi tudo maravilhoso
Sem nenhum planejamento 3 meses depois descobri minha primeira gravidez . Nossa foi um susto e tanto. Não foi planejada, mas foi muito bem vinda. Ficamos muito preocupados, pois passávamos por um momento financeiro delicado ( meu marido estava desempregado), além da própria experiência nova do casamento.
Mas a preocupação foi sendo substituída por um amor imbatível . Descobri a gestação logo início, cerca de 2/3 semanas.
Já no primeiro Ultrassom, o medico olhava meio espantado para tela, mas nada me disse.Apenas falou que deveria repetir o exame em no máximo 2 semanas . Quando voltei no medico ele pediu um novo exame e disse que quando fizesse deveria escutar o coraçãozinho bater. Então deveria fazê-lo com 6 semanas de gestação. Então o fiz e o coração não estava batendo.Naquele momento senti como se o chão começasse a abrir e eu tivesse que me segurar para não cair. mas me mantive firme, pois o medico disse que isso pode demorar em alguns bebês. Então me deu uma semana para esperar e repetir o exame. E falou: até semana que vem o coração tem que bater, senão teremos que tirar, para que você não corra risco de vida. Esperei uma semana, de angústias, esperanças e muita fé. Acho que foi a semana que mais rezei na vida. Porém na semana seguinte, descobrimos que o feto realmente não estava se desenvolvendo. O coração não batia, e todo seu desenvolvimento tinha sido interrompido. Meu Deus quanta tristeza, o choro vinha da alma, nunca tinha sentido aquela derrota. Cheguei a duvidar da vida, de Deus e de tudo que fiz para chegar onde estou. Pois percebi que tinha perdido a coisa mais importante que tive, mesmo que durante poucas semanas. Quanto choro. Fiquei horas no colo do meu marido, parecendo que ia desfalecer. Vê-lo triste piorava ainda mais a minha tristeza. Tinha que me reerguer e não sabia como.
Bem, tive que optar em fazer uma curarem imediata ou tomar remédio para tentar expelir do meu corpo o meu maior amor, expelir algo que não queria.
Pelos riscos optei a tentativa da medicação e tive que conviver com a dor por uma semana a mais, esperando os efeitos
Como os efeitos não foram positivos , após uma semana de sofrimento e dor (física e mental) fui internada para curetagem , que não era do meu agrado, mais, não tinha jeito.
Passei a noite no hospital e ao amanhecer o enfermeiro veio me buscar, mais antes pedi para ir ao banheiro e então tive o aborto natural aquele ser que preenchia meu coração
Vi ele (a) se for, é mais uma vez me pus a chorar, de tristeza pela perda e de alívio pelo término
Pois bem, aí começou o meu luto
Tive muito apoio do meu marido, e na minha opinião isso até não uniu mais
Apoio de amigos e familiares
Todos me diziam que isso acontece muito na prometia gestação é que daqui a pouco ficaria grávida de novo
Claro que todo apoio e palavras de incentivo ajudaram
Mais o sofrimento só me fazia pensaram em duas coisas: as milhares de pessoas que não perderam filhos na primeira gestação / é um sentimento que tinha desde pequena: que não poderia ter filhos ou que teria muita dificuldade de ter
Muitos achavam que por ser uma gestação breve o luto seria breve tbm. Acho que eu mesma pensava isso, porém não foi.
Chorei por meses, diariamente ao tomar banho, pois era no banho que conversava com meu bebe. Entre inúmeras batalhas que fui vencendo, para aceitar essa perda
Hj eu posso dizer, após 1 ano e 2 meses que aceitei sim. Mais mesmo aceitando, mantenho o meu luto, pois o sentimento que tenho é realmente da perda de um filho (a). Independente do tempo gestacional que tive
Hj meu coração está mais calmo, mesmo chorando ao escrever tudo isso, pois sei que lá em cima tem agora um anjo olhando por mim, pelo meu marido e pela nossa filha Isis, que está a caminho
Sim há exata 20 semanas que estou grávida novamente e meu coração que ficou um ano vazio se preencheu novamente
O amor transporta pela minha alma.
Foi um início de gestação difícil , pois tem um medo grande envolvido , um medo de uma nova perda. Mais estamos seguindo acredito na vida
Com a vinda da Isis descobri que tenho uma doença chamada trombofilia ( um problema sanguíneo) decorrente a uma alteração genética
Por conta da trombofilia minha gestação e considerada uma Gestação de risco. Então preciso de cuidados específicos
Preciso fazer aplicações de injeções diariamente. Meu marido que aplica, pois para ajudar tenho pavor de injeção. Por muitos dias até choro com a dor e o medo. Mas nunca deixo de aplicar, pois é a vida da minha filha que está em jogo
Junto a isso a trombifilia tem me acarretado outros problemas gestacionais como a pressão alta e perda de proteína.
Mais venho seguindo todas as orientações e cuidados que meu medico orienta , pois isso já mostra que eu sou capaz de tudo por ela , minha vida minha Isis.
Então eu e ela vamos seguindo nessa luta , semana a semana até sua chegada ”

Bem resolvi escrever pois quando perdi meu primeiro bebê, a declaração de uma amiga me ajudou no meu luto e aceitação
Então espero ter ajudado alguém também
Beijos

Depoimento enviado pela mãe Luana Sans Guida

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Lidia Rangel disse:

    Ha exatamente um mes sofri uma perda muito grande,ja estava com 9 meses de gesta¢ao sendo diabetica e com a pressao alta,sendo que a pressao estava oscilando,na segunda 28/09/2015,disse a medica do alto risco que o bebe estava mexendo pouco,e que a pressao descontrolou no final de semana ouvi os batimentos dele e ela marcou o retorno pra 3 dias depois e o ultrassom para o mesmo dia 01/10/2015_quando fui fazera ultra senti um aperto e que alguma coisa nao ia bem quando o medico me chamou estava preocupada ai veio o meu desespero meu anjo havia voltado para os br¢os do Senhor,nao queria acreditar no que estava acontecendo comigo nao aceitava,pois fiz o pre-natal direitinho cuidei o maximo da minha saude,mas hoje choro de saudade porque Deus sabe de todas as coisas nao sabemos do proposito que tens,mas sei que meu anjo Heitor Miguel esta olhando por nos!!!

    dia.No dia 01

    Curtir

  2. Tacilya disse:

    Olá Luana, que emoção que senti ao ler esse texto. Passei por isso há exatos 4 meses e meu coração sangra de saudades todos os dias. Seu depoimento me deu conforto e esperança. Minha história foi muito parecida com a sua!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s