Sinto que meu filho me rejeita

Estou cada dia mais triste… tenho a impressão que meu filho me rejeita. Ele tem uma preferência nítida pelo pai… quando o pai está perto ele não quer saber de mim… quando meu bebe está no colo de outra pessoa sinto que ele não faz questão de vir comigo. Isto está me fazendo perder a paciência e a vontade de ficar com ele. Por favor… alguém me diz que isso é normal… Eu cuido bem do meu pequeno… sou uma ótima mãe… o que está acontecendo?

10 comentários Adicione o seu

  1. Maria disse:

    Bom, no meu caso não se trata da fase bebê do meu filho, ele mamou até os oito mêses parou porque quiz pará, enfim ele sempre teve mais ligação comigo, mas depois de adulto, me rejeita e quer me ver longe dele, tudo que tenho feito é para ajuda-lo. Me sinto desnecessaria na vida dele. Melhor ele me faz senti assim.
    O amo tanto.

    Curtir

  2. Regina Leite disse:

    Minha filha desde pequena sempre me rejeitou, é visível que ama mais o pai do que a mim, sempre tentou nos separar promovendo brigas, hoje ela esta com 28 anos e a situação esta pior, hoje ela é mãe de um bebê de 1 ano e mesmo assim, ainda me rejeita, não passa um dia sem que ela me agrida, é muito triste, minha paciência chegou ao limite, às vezes, tenho vontade de ir morar sozinha para não ter mais que aguentar suas agressões, pois ela se divorciou e voltou a mora comigo e com o pai dela, se puderem me ajudem.

    Curtir

  3. Lésli disse:

    To muito triste, meu filo me rejeita e já tem 19 anos e me sinto tão mal, errei em alguns pontos com ele, mas tento me aproximar, conversar mas sem sucesso, abri mão de algumas coisas e posterguei outras e agora isso, dói demais, principalmente pq não tenho com quem dividir essa dor

    Curtir

  4. Dani disse:

    Sei exatamente o que você está passando, desde bebê meu filho me rejeita. Hoje ele tem 7 anos e a situação não mudou e eu não sei lidar com isso, sofro muito.

    Curtir

  5. Lea disse:

    Oi meninas eu também estou passando pela mesma situação de vocês 😢😢😢meu filho tem 2 anos, e muito apegado ao pai.. Eu amamentei meu filho durante 1 ano e 8 meses ele sempre me rejeitou já chorei muito por isso e continuo cada dia mais triste por que até dormindo ele chama pelo pai. Quando o pai está em casa ele nem me dá atenção e quando e um o chamo ele grita e não me quer. Eu não sei o que fazer mais. Já estou perdendo a esperança de um dia o meu filho me aceitar 😌😢😢😢😢

    Curtir

  6. Dalva disse:

    Oi, está acontecendo o mesmo comigo. Vi que sua pergunta foi a um ano atrás. Por favor, me diga se o comportamento de seu filho mudou com vc… estou agoniada…

    Curtir

  7. Alice disse:

    Olá!

    Vivo a mesma situação e não acho respostas. Amamentei, cuido de meu filho, ele só vai à escola a tarde e mesmo assim me rejeita. Tal rejeição tem diminuído ao longo destes três anos pesados. Nunca consegui exercer a maternidade plenamente por conta disto. Minha esperança e que quando eu tiver outro filho isto mude. E desistimulante fazer tudo por um filho e ter retribuição zero.

    Curtir

  8. Caroline disse:

    Te entendo perfeitamente. Tive depressao pos parto, nao queria saber da minha filha nos primeiros 3 meses, nao amamentei pq nao consegui e hj depois de 2 anos sinto um total falta de vinculo entre nos duas. Eh como se eu nao fizesse falta na vida dela. Eu sofro por causa disso, mas ao mesmo tempo nao faço nada pra mudar, seja pelo cansaço, seja pq acho que nao tem mais jeito. Meu marido diz que eh coisa da minha cabeça, mas eu sinto que nao. Depois que eu li o livro Maternidade e o encontro com a propria sombra eu entendi mta coisa, que ate o fato de eu nao ter conseguido amamentar foi pela rejeicao que ela sentia que eu tinha por ela. Nao sei como vai ser minha relacao com ela futuramente, mas eu tenho mto medo.

    Curtir

  9. Gabriela Feijó Psico&Doula disse:

    Querida mãe! Consigo entender o quanto essa situação causa desconforto e tristeza em você. Muitas vezes nos sentimos inseguras no nosso papel materno, e quanto mais percebemos essa situação mais insegurança e medo sentimos. Preste atenção em você, nas suas emoções. O amor é construído dia após dia. Independente do que esteja acontecendo, acredite no seu potencial de amar. Envolva-o com sua luz, com seu carinho, com sua paciência. Cuide de você. Quanto melhor você estiver, mais confiante do seu amor, mais ele vai sentir que estar com você é seguro e gostoso. Receba nosso carinho e nossa gratidão por compartilhares suas emoções. Gabriela Feijó – Psicóloga e conselheira da equipe TQFSI.

    Curtir

  10. Greice disse:

    Eu acho que crianças tem umas anteninhas invisíveis sabe?
    Eles captam nossas emoções antes de nós mesmos. Pro bem e pro mal, a ligação dos filhos com a mãe nos primeiros anos é uma coisa impressionante. Posso dizer sem dúvida que foi o que mais me impressionou na maternidade.
    Talvez algum sentimento seu, ou mesmo essa sua sensação de que ele te rejeita esteja causando isso. Um efeito causa-efeito em círculo sabe?
    Só um chute, difícil dizer qualquer coisa com tão poucas informações, mas foi o que me veio de imediato como uma possibilidade.

    Fique bem.

    abraço

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s