Manuela amor eterno

Gostaríamos de compartilhar o depoimento da mãe Talita Benevides sobre a sua experiencia com a perda da filha Manuela. Você será pra sempre mãe da Manuela, querida!
Sentimos muito pela sua perda e agradecemos a confiança depositada ao compartilhar conosco sentimentos e experiencia tão profundos!
Desejamos assim como ela criar um espaço, mesmo que virtual, de maior empatia, acolhimento, compreensão, respeito a dor do luto do outro! Aqui queremos construir um espaço colaborativo, com espírito de apoio mútuo, sem julgamentos, sem comparações, mais amor e solidariedade!
Saiba que você não está sozinha! Pode contar conosco! Juntas somos mais fortes!

Hoje vou contar um pouco sobre a perda do meu anjinho Manuela, que faz 5 meses que se foi.
Eu tive uma gravidez um pouco conturbada, descobri que estava grávida do meu primeiro bebê em julho, e a partir daí eu comecei a fazer os exames de pré natal tudo certinho. Quando o médico pediu para marcarmos e fazer o exame da translucência nucal, que foi o nosso segundo ultrassom e a pessoa que fez não nos disse nada sobre alterações, foi quando no dia 08/09/14 no dia em que eu e meu marido iriamos completar 2 anos de casado e felizes com a gravidez, saímos do consultório arrasados pois o médico havia nos informado que o exame do nosso bebê estava alterado e poderia ter alguma síndrome.
Com isso ficamos arrasados e moramos em Piracicaba e aqui não tem nenhuma clínica ou especialista para fazer o exame pelo convênio, com isso tivemos que pagar uma consulta particular com um médico na cidade de Campinas, no qual ele não deu nenhuma expectativa de vida para o nosso bebê e disse que para confirmar qualquer dúvida precisaríamos fazer um exame evasivo que colhe o liquido da placenta. Então ficamos muito preocupados e como eu havia tirado uns dias de férias e tínhamos uma viagem para fazer, pois o médico havia liberado fomos com a nossa família para Gramado, então curtimos a nossa viagem com a Manu em meu ventre. E apesar de tudo a viagem foi um misto de alegria, preocupação e tristeza.
Mas enfim marcamos o exame, fizemos e 21dias depois saiu o resultado que a nossa Manuela não tinha nenhuma síndrome (21, 13 ou 18), porém eu tinha pouco líquido amniótico e esse médico em Campinas nunca dava nenhuma chance de vida do meu bebê e chegou a nos pedir para abortar.
Eu e meu marido ficamos inconformados com tal situação e não voltamos mais nesse médico para fazer os exames, pois a minha pequena Manu estava crescendo na minha barriga, mexendo e eu nunca teria coragem de tirar a vida do meu bebê, isso eu nunca me perdoaria.
Enfim passados os nove meses de medo, inseguranças e incertezas sobre a minha pequena Deus nos permitiu conhecer o rosto da nossa linda filha Manuela no dia 02/03/15 às 10:28hs e eu não ouvi o choro dela, mas os médicos chamaram o meu marido e disse que ela só tinha 30 minutos de vida, com isso ele veio me falar chorando e os médicos não queriam mostra-la para mim, mas eu insisti e queria sim conhecer a minha linda princesa, pois carreguei ela por nove meses aceitei todas as dificuldades e sempre tive muita fé que Deus estaria conosco em todos os momentos.
A minha filha era o bebê mais lindo que vi, ela tinha o lábio leporino eu já sabia da possibilidade e apesar disso aquela boquinha era a coisinha mais linda e perfeita de nossas vidas. Ela nasceu muito pequenininha com 37 cm e 1,600kg, e a nossa pequena Manuela tinha os rins hipoplásicos e então à tarde o médico responsável nos avisou que a nossa Manuela iria para a UTI neonatal.
Apesar de tudo de estar na UTI nós vivemos os melhores 9 dias de nossas vidas dando o amor para o nosso anjinho, segurando nas mãos dela, rezando com ela, e até fizemos o batizado dela na própria UTI que o padre foi lá para batiza-la e conhecer o nosso anjo. E os dias na UTI não foram fáceis, porque ver a nossa pequena sendo furadinha todos os dias para colher exames era muito difícil doía muito.
Íamos todos os dias no hospital eu tirava o leite para amamentar pela sonda, eu não podia trocá-la, e fazer tudo o que uma mãe faz. E quando eu ia embora para casa sentia sempre um vazio enorme, pois antes éramos uma só, após o seu nascimento fiquei com um vazio enorme, pois tinha leite, vontade de estar com a minha pequena, o quartinho arrumado e ela não pode conhecer, eu não puder trazer ela aqui para casa.
Mas também uma das melhores coisas que pude fazer nesses dias, foi segurar a minha pequena no colo, era emocionante e tinha uma sensação e paz e de que estava podendo mostrar para ela que eu e o pai dela estávamos lá sempre, independente de qualquer coisa.
E no dia 11/03/15 eu já estava pronta para ir ao hospital, foi quando recebi uma ligação do hospital pedindo para eu e meu marido irmos ao hospital, fomos o mais rápido que podíamos e muito preocupados, foi quando a médica nos deu a noticia que a nossa filhinha teve 2 paradas cardíacas, precisou ser entubada e não resistiu.
O nosso mundo acabou naquele momento, todos os nossos sonhos de cuidar e criar nossa filha estavam perdidos.
Fizemos o enterro de nossa pequena e uns 2 meses depois eu não me conformei, tentei me jogar da janela do quarto andar e comecei a ter crises de depressão. Estou tomando antidepressivo e vivendo momentos de altos e baixos e muitas vezes achando que não posso ser feliz novamente, muitas vezes sem vontade de sair e tudo mais.
Mas hoje percebo quantas mães passam por isso e falar com quem passou por isso é importante.
E na segunda-feira (24/08) eu perdi o meu emprego, pois no mercado de trabalho é assim mesmo, você fica um tempo fora ou passa por problemas e as pessoas acham que não servimos mais.
Mas hoje eu sinto que preciso recomeçar e voltar a viver a minha vida apesar de tantas dificuldades, chorar de vez em quando sim porque é importante, e não me esquecer do meu bebê e sim conviver com a saudade que será eterna em nossas vidas.

Enviado pela mãe Talita Ricci

4 comentários Adicione o seu

  1. Ingrid disse:

    Manu linda um anjo adorava escuta seu chorinho, forte e firme vc realmente é um anjo, com tantas más notícias vc estava lá do lado da sua amiguinha Micaella, chorando alto e quando sua mãezinha chegava pronto, já se acalmava, Talita guerreira mãezona, o seu anjo sempre vai está ao seu lado e vc sabe que sempre pode conta com a gente Mamães da Esperança, amamos vc 🙏

    Curtir

  2. Bruna disse:

    Linda história!!! Manu uma pequena linda e branquinha…tive o prazer de conhece-lá!! Os Papais Talita e Tiago sempre presentes e com uma fé que contagia!! De tudo o que passamos juntos nos 9 dias de ÚTI aprendi mto com vcs!! Principalmente em acreditar!! Manu um anjinho lindo ao lado da minha pequena Helô!!! Bjos

    Curtir

    1. Talita disse:

      Obrigada Bruna e Ingrid, vocês também foram pessoas muito especiais que conhecemos nesse momento tão difícil. Aprendemos muito, e crescemos como pessoas com esses nossos anjinhos.

      Curtir

  3. Linda historia! Eu tb tive uma filha que disseram que nao passaria do primeiro ano de vida e o tempo foi passando a cada ano falavam do prox nao passa,uma tortura diaria,e em fevereiro deste ano conversei c ela de manhã e combinamos de nos encontrar por skipe coo fazamos todos os dias varias vzs, tipo fui no banheiro, e contar coisinhas!!kkeu moro na espanha e ela morava c meus papys em resende rj,tenteifalar c ela e nada!ligueina casa da minha mãe e nada tb, depois de horas de chamar todo mundo no brasil foi que meu filho q mora aqui perto mme ligou e contou q ela nao estava mais entre nós, falo para mim mesma que ganhei quarenta anos dela comigo,mas na verdade como confortar um coraçao de mãe? Quarenta anos ou nove dias é igual de grande! A dor é terrivel,como se metessem a mmão dentro do nosso peito e ficassem revolvendo e apertando o coraçao! Dói demaisss,nada nem ng pode ajudar uma mãe que perde um fiilho,mmas podemmos ter alegrias para nos ajudar nesta vida, para mim os netos q estâochegando e vc co outros filhos e saber como é bomm ver crescer seus filhos,força menina vc fez tudo certinho,ela foi c muito amor,bjss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s