Aff, socorro!

Nossa, entrei no blog numa hora que estava precisando muito… vou contar minha história para vocês: tive minha filha (primeira) em 2013 e o começo foi muito difícil; ela teve refluxo até os cinco meses de vida, quase não dormia, chorava o dia todo, enfim, foi tão punk essa fase que achei que ia ficar doida. Aí, bem no meio de tudo, não tive um pingo de apoio da minha sogra, pois a menina não ia no colo dela e ela dizia que ela não gostava dela… chegou a dizer que a menina tinha que “virar gente”! Nossa, isso mexeu demais comigo, fiquei extremamente magoada, pois me senti traída, sabe? Treze anos com meu marido e, na hora que eu mais precisava, essa atitude! Enfim, durante esses quase dois anos fiquei com muita raiva, acho que entrei até numa depressão, tanto que minha filha é uma nenê retraída, fechada, pois eu também me fechei muito… tô fazendo de tudo pra mudar esse sentimento, pois eu era uma pessoa alegre e hoje sinto que até prejudiquei um pouco minha filha! Ainda tenho um sobrinho que é super simpático, só pra piorar, e ficam falando isso toda hora! Me dá muita raiva, espero conseguir esquecer o que passei e seguir em frente, mas às vezes é difícil… hoje meu marido até brigou comigo, falando que eu tenho que esquecer! Aff, socorro!

2 comentários Adicione o seu

  1. Érica Quintans disse:

    Querida,
    Este período é de muitas novidades, e pode realmente ocorrer um retraimento, uma introspecção. Procure pedir ajuda, caso tenha com quem contar! Você e sua filha tem um mundo de oportunidades e descobertas juntas.
    Obrigada por compartilhar sua história conosco!
    Grande abraço,
    Érica Quintans – Equipe Temos que Falar Sobre Isso

    Curtir

  2. Ana Paula disse:

    Eu entendo sua situação, minha bebê de 4 meses chora quando minha sogra pega, agora ela mal pega minha filha dando essa desculpa…Estou tão chateada, já mudei muito minha atitude c ela é qdo eu tiver oportunidade vou falar…Acho o convívio com os avós importante. Mas tente conversar com ela, penso q o diálogo é a melhor forma de resolver as coisas e tente aproximar as duas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s